Após declarações em uma emissora de rádio da Grande Aracaju, onde a interventora do Hospital São Luiz Gonzaga, Glícia Fontes, afirmou que cerca de 600 atendimentos foram realizados em pessoas com suspeitas de síndromes gripais em apenas três dias, municípios das regiões Centro Sul Sergipano e do Sul Sergipano, que são limítrofes com Itabaianinha, estão em alerta.

Glícia Fontes relatou que o hospital de pequeno porte, praticamente dobrou o atendimento aos pacientes com suspeitas de síndromes gripais. Os casos foram encaminhados para detectar se trata-se de contaminação da Covid-19 ou algum outro vírus. A situação deixou os municípios em alerta, principalmente diante do surgimento de casos da variante Ômicron.

Em nota, a Prefeitura de Itabaianinha ressalta que não se pode confirmar um surto de Covid-19 a partir das informações divulgadas pelo Hospital São Luiz Gonzaga. A nota afirma ainda que as equipes estão estruturadas em uma logística de atendimento à população para realizar uma investigação abrangente em todos que apresentarem sintomas gripais. 

Secretária Ingrid Fonseca (Foto: Divulgação)

De acordo com a secretária municipal de Saúde de Itabaianinha, Ingrid Alicia Lima Fonseca, até quinta-feira (16), algumas amostras enviadas ao Laboratório Central de Saúde Pública de Sergipe (LACEN/SE), apresentaram resultados negativos para Covid-19. O Município aguarda o resultado das demais amostras enviadas para identificação do vírus. Segunda a gestora, 74% da população do município já recebeu a primeira dose da vacina contra o coronavírus. Enquanto 63% receberam a segunda dose. Até quarta-feira (15), foram aplicadas 61.843 doses da vacina contra Covid-19 na população de Itabaianinha. Na manhã desta segunda-feira (20), uma força-tarefa será realizada na quadra Joana D’ Arc, no Povoado Taboca, Itabaianinha, em parceria com a Universidade Federal de Sergipe, para detectar o vírus da covid-19.

O município de Itabaianinha limita-se, geograficamente, com os municípios de Tomar do Geru, Cristinápolis, Umbaúba, Santa Luzia do Itanhy, Arauá, Pedrinhas, Riachão do Dantas e Tobias Barreto. 

Secretária Franciele Costa (Foto: Arquivo pessoal)

Em relação ao município do Sul Sergipano, Arauá, a secretária municipal de Saúde, Franciele Andrade Costa Souza, afirmou que o município continua realizando testes PCR para identificação da Covid-19. A secretária também destacou, que até quarta-feira (15), o município de Arauá está na segunda colocação estadual em relação a aplicação da primeira dose da vacina contra o coronavírus. Arauá já vacinou 86% da população. 

Já o município de Riachão do Dantas, no Centro Sul Sergipano, por meio da coordenadora de Vigilância em Saúde, Érica Ribeiro Santos, informou que a Unidade Mista de Saúde se mantém com atendimento médico 24h. As equipes de saúde continuam orientando a população sobre os cuidados preventivos, uso de máscaras, higienização das mãos, entre outras ações preventivas. “O município continua realizando a testagem para detecção do coronavírus. Já a vacinação contra a Covid-19 está dentro do esperado. 75% da população geral já está vacinada com a primeira dose e 64% já está com o esquema vacinal completo. Estamos realizando a vacinação diariamente”, destacou a coordenadora.

Por telefone, a redação entrou em contato com os representantes dos municípios de Cristinápolis e Tobias Barreto, que se comprometeram em responder aos questionamentos, porém até o fechamento desta edição nenhuma resposta foi encaminhada. Já Umbaúba, Santa Luzia do Itanhy, Pedrinhas e Tomar do Geru não responderam aos questionamentos enviados por e-mail.

Por Keizer Santos