Em entrevista à publicação norte-americana, ele afirmou ainda que Zelensky deveria ter negociado mais e que o presidente ucraniano fica se achando ‘o rei da cocada’

O ex-presidente e pré-candidato Luiz Inácio Lula da Silva afirmou em entrevista à revista norte-americana “Time” que o presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, é tão responsável quanto o presidente russo, Vladimir Putin, pelo conflito. Lula disse ainda que Zelensky fica se achando o “rei da cocada”.

A “Time” divulgou nessa quarta-feira (4) uma capa com Lula, com a data de 23 de maio. A revista fez uma entrevista com o ex-presidente.

A “Time” trabalha com capas distintas para diferentes regiões do mundo. Para a semana que vem, estão previstas capas com Elon Musk, homem mais rico do mundo que deve comprar o Twitter (edição norte-americana); com o chanceler alemão Olaf Scholtz (europeia); e com Volodymyr Zelenski, presidente da Ucrânia (edição do Pacífico).

Na entrevista com o ex-presidente, a revista quis saber o que Lula pensa sobre a invasão russa da Ucrânia e o que ele faria, se fosse presidente do Brasil, para tentar amenizar o conflito.

Ao responder, Lula criticou a postura que Zelenski tem adotado. Para Lula, o presidente ucraniano poderia ter trabalhado mais.

“E agora, às vezes fico vendo o presidente da Ucrânia na televisão como se estivesse festejando, sendo aplaudido em pé por todos os parlamentos, sabe? Esse cara é tão responsável quanto o Putin. Ele é tão responsável quanto o Putin. Porque numa guerra não tem apenas um culpado. O Saddam Hussein era tão culpado quanto o Bush. Porque o Saddam Hussein poderia ter dito: ‘Pode vir aqui visitar e eu vou provar que eu não tenho armas’”, afirmou Lula na revista.

O ex-presidente afirmou que entende que foi um erro de Putin invadir. Mas salientou que Zelenski poderia ter agido diferente para conter o conflito.

“Ele [Zelensky] quis a guerra. Se ele [não] quisesse a guerra, ele teria negociado um pouco mais. É assim. Eu fiz uma crítica ao Putin quando estava na Cidade do México, dizendo que foi errado invadir. Mas eu acho que ninguém está procurando contribuir para ter paz. As pessoas estão estimulando o ódio contra o Putin. Isso não vai resolver! É preciso estimular um acordo”, argumentou Lula.

“Você fica estimulando o cara [Zelensky], e ele fica se achando o máximo. Ele fica se achando o rei da cocada, quando na verdade deveriam ter tido conversa mais séria com ele: ‘Ô, cara, você é um bom artista, você é um bom comediante, mas não vamos fazer uma guerra para você aparecer’. E dizer para o Putin: ‘Ô, Putin, você tem muita arma, mas não precisa utilizar arma contra a Ucrânia. Vamos conversar!’”, defendeu Lula.

Fonte: G1 Notícias

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

  • Centro para síndromes gripais já realizou mais de 220 atendimentos

    O Centro de Triagem e Atendimento à Síndrome Gripal tem [...]

  • Brasil registra tendência de aumento do número de casos de Síndrome Respiratória Aguda

    Dados mais recentes do Boletim InfoGripe, da Fundação Oswaldo Cruz [...]

  • Nova presidente da Caixa anuncia primeiras medidas à frente do banco

    Daniella Marques Consentino tomou posse no comando da instituição  Por [...]

  • Matou esposa a faca, em Indiaroba (SE). PM prendeu o assassino

    Vítima foi morta com golpe de faca no último domingo [...]

  • Polícia Civil divulga balanço da Operação Narcos na Grande Aracaju

    Ação aconteceu em todo país, do dia 27 de junho [...]