Após 15 anos, um sul-americano foi realizado outra vez no Brasil e, pela primeira vez, Sergipe recebeu as delegações de oito países da América Latina para o Campeonato Sul-americano de Ginástica Aeróbica 2024. As competições ocorreram na última semana com a participação de 300 atletas da Argentina, Chile, Panamá, Peru, Venezuela, Colômbia, Uruguai e Brasil. O evento foi promovido pela Confederação Brasileira de Ginástica (CBG) em parceria com o governo do estado, através da Secretaria de Estado do Esporte e Lazer (Seel).

O Brasil foi destaque pela revelação de nomes promissores para a modalidade e pelo número de medalhas conquistadas. A seleção brasileira é composta por uma mistura de jovens promessas e atletas veteranos. Essa combinação é vista como um ponto forte pela técnica Claudia Gomes. “Temos novos talentos que estão ansiosos para se destacar em sua primeira grande competição internacional, e atletas experientes que trazem uma valiosa bagagem de competições passadas. Essa dinâmica cria um ambiente de aprendizado e motivação mútua”, afirmou.

Os atletas Lucas Santiago e Tamires Silva, da cidade de Belo Horizonte mostraram que o Brasil está pronto para disputar torneios e garantir novos títulos para o país. “Essas medalhas são um sinal de que o trabalho está certo, que estamos no caminho certo, acho que não existe nada melhor para comprovar o nosso rendimento, não foi fácil, cada competição é diferente, a gente tem que lidar da melhor forma que a gente puder e eu estou muito feliz, muito contente e queria agradecer a torcida de todo mundo, especialmente de Sergipe por nos receber tão bem’’, comemora Lucas.

Equilibrar a excelência técnica com a expressividade artística, são elementos essenciais para se destacar na ginástica aeróbica. Nos quatro dias de competição, os espectadores tiveram o privilégio de ver apresentações marcadas não apenas pela execução perfeita de movimentos, mas também da presença de palco e da emoção dos atletas. Para a campeã, Tamires Silva, a paixão é um diferencial para qualquer esporte que inspira outras gerações. ‘’ É muito gratificante conquistar uma medalha e ver que isso representa muito para outras pessoas também, saber que meu trabalho serve de inspiração para outros atletas é sensacional, só tenho a agradecer tanto carinho, estou saindo de Sergipe muito realizada e com a certeza de um futuro ainda melhor na ginastica’’, contou.

Este ano, Sergipe sediará mais quatro campeonatos de ginástica rítmica e artística, nacional e internacional, nos meses de outubro, novembro e dezembro. As competições são abertas ao público, que pode assistir gratuitamente às apresentações. “A valorização de eventos de ginástica de alto nível com entrada gratuita é essencial para o desenvolvimento do esporte, a inclusão social e a promoção de valores positivos, além de contribuir para a economia e o turismo no estado. É uma oportunidade única de apreciar a beleza e a habilidade dos ginastas, ao mesmo tempo em que fortalecem a comunidade e inspiram futuras gerações de atletas’’, afirma Mariana Dantas, secretária da Seel.

Fonte, Secom – Estado.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

  • Dia do motorista destaca a importância da profissão e a capacitação exigida para assumir a linha de frente

    Ser motorista do transporte público coletivo de passageiros exige responsabilidade [...]

  • Dr. Edson Telles faz bonito na convenção do PL e mostra força

    Na última segunda feira (22/07), foi realizada a convenção partidária [...]

  • Procurador que foi motorista de aplicativo por quatro meses fará palestra em Aracaju

    A convite do MPT-SE, procurador do Trabalho Ilan Fonseca fala [...]

  • Fosfoetanolamina não combate o câncer, alerta a Anvisa

    A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) divulgou uma nota [...]

  • Pré-candidato a vereador Marcos Max lança seu nome em Arauá

    Nessa última segunda-feira (20) foi uma data importante para o [...]