Na manhã desta sexta-feira, 21, foi o marco inicial de um dos projetos que tornará a capital sergipana ainda mais linda para os aracajuanos e para os turistas que passam por aqui. O prefeito de Aracaju, juntamente com o ministro de estado chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República, Márcio Macêdo, assinou a autorização para o início das obras da Via Litorânea. A mais nova empreitada da Prefeitura se trata de uma avenida contemplativa que será erguida no bairro Coroa do Meio, às margens do rio Sergipe, com três quilômetros de extensão. O espaço contará com praças, quadras, pistas de skate e patinação e uma gama de opções de lazer em um local com uma das vistas contemplativas mais bonitas da cidade, no encontro do rio com o mar.

A obra está sendo viabilizada através de recursos de emenda parlamentar de Márcio Macêdo, de quando o atual ministro exercia o mandato de deputado federal. Foram destinados mais de R$ 33 milhões para a construção da nova área de contemplação da capital. Com a Via Litorânea, Aracaju passará a ter 21 quilômetros de orla urbanizada, uma das maiores do país, o que será fundamental para o turismo e também para o lazer dos aracajuanos, como destaca o gestor municipal.

“Essa obra é muito importante, pois são três quilômetros de uma grande avenida que vai  servir para mobilidade urbana e contempla também o turismo. Eu considero esse ponto um dos mais bonitos da cidade e, além disso, concluímos recentemente a obra da Ivo do Prado, saindo do Mercado, com um largo calçadão, e estamos duplicando a ponte Godofredo Diniz. Com isso, o cidadão aracajuano e o turista poderão desfrutar dessa região, do Centro até o Viral, de uma orla totalmente urbanizada”, declarou Edvaldo.

De acordo com o prefeito, com mais esta obra, “Aracaju tende a se tornar a cidade brasileira com maior orla urbanizada”. “A Via Litorânea é a realização de um sonho meu e dos aracajuanos, para contemplarmos o rio e o mar. Portanto, agradeço ao ministro Márcio Macêdo, pois essa foi uma iniciativa dele, de me oferecer a emenda para realizar mais uma obra estruturante em Aracaju. Um sonho que se sonha juntos se torna realidade e agora essa grande obra está nascendo”, disse.

De acordo com ministro Márcio Macêdo, essa nova obra na Coroa do Meio fecha um ciclo de intervenções no bairro e que foram realizadas por ele e por Edvaldo de forma direta ou indireta.

“Essa é uma obra que eu considero muito importante e estratégica para Aracaju. Quando pedi para Edvaldo me apresentar projetos para que destinasse a emenda, ele me enviou três e deles eu escolhi a Via Litorânea. Quando fui secretário municipal, enquanto Déda era prefeito e Edvaldo o vice, tivemos uma intervenção juntos para acabar com as palafitas da Coroa do Meio. Portanto, achei que seria justo realizar mais uma obra lá e com Edvaldo, agora como prefeito, encerrar esse ciclo de intervenções no bairro. Agora a obra começa, para que possa atender aos sergipanos e ajudar também a fomentar o turismo, a facilitar o fluxo de pessoas e veículos e ter essa parte que faltava da Orla concluída”, afirmou.

A obra


A construção da Via Litorânea contempla a implantação de rede de drenagem pluvial, terraplanagem, pavimentação em piso de concreto intertravado, ciclovias, meios-fios e passeios em concreto, estacionamentos, e a construção e ampliação da contenção de pedras.

Já as área de lazer, que serão erguidas ao longo de trechos da via, inclui quatro praças com espaços como quadra poliesportiva, parque infantil, academia de ginástica ao ar livre, pista patinação, pista de skate, bicicletário e pergolados, três decks contemplativos e espaço pet.

Presente na solenidade, o senador Alessandro Vieira considerou que essa obra é uma demanda antiga da cidade e declarou que tem acompanhado de perto as emendas destinadas pela bancada federal para Sergipe. Segundo ele, que coordena a bancada sergipana, “essa nova obra faz parte de todo o pacote de obras e projetos que o prefeito Edvaldo apresenta este ano e que estão sendo muito importantes para a cidade de Aracaju”.

O secretário municipal de Infraestrutura e presidente da Empresa Municipal de Obras e Urbanização, Sérgio Ferrari, detalhou como deve ocorrer o processo da obra no local e reforçou como ela será importante para a cidade.

“Nosso primeiro trabalho é recuperar os espigões de pedra, porque corre o risco do rio avançar cada vez mais nessa faixa. Vamos voltar a colocar pedras para evitar que isso ocorra e em seguida vamos construir a Via Litorânea. Ela não será construída com foco na mobilidade, pois não vai permitir, por exemplo, a circulação de ônibus, mas será uma via mais contemplativa, como uma via local com pavimentação em piso intertravado. Esse será um dos locais mais bonitos de Aracaju, uma área de contemplação à margem do rio, o que poucas cidades têm. Portanto, não tenho dúvidas de que isso vai contribuir para o turismo e lazer na cidade”, explicou.

 

 

Fonte: Agência Aracaju de Notícias

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

  • Dois celulares são roubados ou furtados por minuto no Brasil

    No Brasil, quase dois celulares são roubados ou furtados por [...]

  • BC eleva para US$ 500 mil limite cambial de instituições não bancárias

    A partir de 2 de setembro, as instituições financeiras não [...]

  • Projetos do Governo que reajustam salários e gratificações para profissionais da segurança pública são aprovados na Alese

    Em mais uma ação de valorização profissional dos servidores da [...]

  • Brasil apresenta proposta de aliança global contra a fome e a pobreza

    Integrantes do governo brasileiro participaram esta semana do Fórum Político [...]

  • Fake news contribuíram para queda das coberturas vacinais contra a poliomielite, afirma infectologista

    Desde 2016, o Brasil tem apresentado queda nas taxas de [...]