O Governo do Estado investe mensalmente mais de R$ 47 milhões em serviços de saúde da Rede Assistencial Complementar. A aplicação dos recursos é fundamental para qualificar, otimizar o fluxo de assistência e ampliar os serviços essenciais para a população sergipana. Os pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) em Sergipe têm acesso à assistência qualificada em 29 unidades, a exemplo do Hospital de Cirurgia (HC), Hospital São José, Hospital Santa Isabel, Hospital Amparo de Maria (HAM), entre outras.

Os usuários do SUS podem ter acesso a diversos serviços entre clínica cirúrgica; cuidados ambulatoriais, cirurgia em diversas especialidades, internamento, cuidados pediátricos, obstétricos, ortopédicos, além de procedimentos urológicos, vasculares, otorrinolaringologia e oftalmológicos de difícil acesso.

Os investimentos também garantem o resgate histórico e a manutenção das unidades hospitalares filantrópicas, possibilitando a continuidade da assistência aos pacientes do SUS e desafogando outras unidades hospitalares da rede estadual de Saúde. O secretário de Estado da Saúde, Walter Pinheiro, salienta que os investimentos são essenciais para ampliar a oferta de serviços.

“O governador Fábio Mitidieri tem priorizado os investimentos em ações e serviços públicos em saúde, os números não mentem, estamos ampliando a oferta de serviços, expandindo a rede assistencial, promovendo campanhas educativas e apoiando os municípios em diversas iniciativas para melhorar a saúde dos sergipanos. Vamos seguir buscando todas as oportunidades de melhoria na assistência à saúde, de modo que consigamos enfrentar os desafios existentes”, reforçou o secretário.

Sazonalidade

Outros recursos também foram destinados à ampliação da rede pediátrica complementar para o enfrentamento no período da sazonalidade das síndromes gripais. Somente no Santa Isabel e Hospital Universitário de Aracaju, foram destinados mais de R$ 2 milhões por mês. O Santa Isabel conta com 25 leitos, sendo dez de enfermaria e 15 de semi-intensiva. Já no Hospital Universitário há dez leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Além destas ampliações, o Governo do Estado já entregou 58 novos leitos na rede, sendo seis no Huse (vermelha); 25 no Santa Isabel (dez leitos de enfermaria e 15 semicrítico); dez unidades no Hospital Regional de Nossa Senhora do Socorro (dois vermelha e oito pontos de observação); um no Hospital Regional de Itabaiana (vermelha); um no Hospital Regional de Glória (vermelha), cinco leitos no Hospital Universitário de Lagarto (semicrítico).

Com estas ampliações, a rede estadual pediátrica conta atualmente com 327 leitos. Ao assumir a gestão do Estado, a rede contava com 238 leitos. Em um ano e seis meses, foram incorporados mais 89 leitos, o que representa cerca de 40% de ampliação de leitos pediátricos no Estado.

Fonte, Secom – Estado.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

  • Institutos federais pedem R$ 1 bilhão para alimentação de estudantes

    Reitores de institutos federais, Cefets e do Colégio Pedro II [...]

  • Gripe aviária: OMS pede maior vigilância de casos em animais e humanos

    O diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom [...]

  • Pacientes não conseguem marcar exames em UBSs de Aracaju, comprova Ricardo Marques

    O vereador Ricardo Marques (Cidadania), apresentou durante uma sessão da [...]

  • FAB lança 336 mil litros de água para combater incêndios no Pantanal

    O Comando Conjunto da Operação Pantanal, da Força Aérea Brasileira [...]

  • Sistema de transporte intensifica fiscalização sobre o uso indevido dos cartões de gratuidade

    Desde o lançamento da campanha de biometria facial, o setor [...]