Na pegada do piseiro, sergipano Pedro Valente lança projeto e conquista Barões da Pisadinha


Com o piseiro na prateleira musical do Brasil e tantas bandas do segmento em evidência, o sergipano Pedro Valente, de 37 anos, é mais um artista que tem se projetado com destaque nesse mercado e vem puxando uma fila de outros músicos que têm investido nesta pegada musical em Sergipe. Com 20 anos de carreira, Pedro acabou de gravar o EP ‘Chama no PV’, trabalho que inclui a faixa ‘Morena Diferente’ e chamou a atenção do fenômeno ‘Barões da Pisadinha’, rendendo gravações especiais de música e clipe.

O projeto musical traz gravações em vídeo, contendo sete músicas – seis delas autorais e inéditas, e o hit ‘Morena Diferente’, lançado há dois meses e que segue viralizando nos aplicativos de música e redes sociais como ‘Instagram’ e ‘Tik Tok’, com mais de 5 milhões de visualizações. O trabalho inédito rendeu a Pedro Valente um contrato com a L2 Promoções, empresa que também gerencia a banda Barões da Pisadinha.

Com a patente de peso, irreverência no palco e talento musical, Pedro Valente aposta no sucesso do novo EP, que será lançado no final deste mês de novembro, no Youtube e nas principais plataformas digitais. “É um trabalho que traz minhas caraterísticas, com pegada mais para frente, animada e dinâmica, buscando minha identidade de alegria e energia positiva, e investindo também em músicas dançantes, para aproveitar o momento viral de dancinhas nas redes sociais”, destaca o artista, que comemora a nova fase da carreira.

Para 2021, o artista também ostenta uma agenda movimentada, puxada pela retomada dos shows presenciais. Ao longo de novembro e dezembro, Pedro Valente se apresenta nos estados do Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Piauí, Tocantins, Pará, Bahia e Sergipe.

Amor pela música, fé e alegria!
O contato de Pedro Valente com a música começou cedo. Ainda na infância, o então garoto começou a experimentar a voz em rodas de música com amigos do colégio. “A primeira música que cantei acompanhado por um violão foi Ana Júlia, de Los Hermanos, nome que acabei dando a minha filha anos depois”, lembra o músico.

Dali surgiu o convite para sua primeira experiência profissional na música, que exigiu de Pedro aperfeiçoamento e compromisso. Ao longo dos 20 anos de carreira, ele integrou algumas bandas sergipanas com repercussão no Nordeste, com destaque para as bandas Seeway e Farra de Barão. Participou de grandes festivais e festejos juninos nos estados de Sergipe, Pernambuco, Bahia e Alagoas, consolidando sua carreira artística.

Na nova fase da carreira, com projeto musical que leva o seu nome, Pedro Valente esbanja irreverência, inovação, fé e alegria de subir aos palcos. No rastro do piseiro, o artista vai conquistando mercado e selando parcerias que o colocam no rol de artistas em evidência dentro de um ritmo que conquistou o Brasil durante a pandemia!

Previous Delegado Archimedes Marques lança terceiro livro da sua coletânea sobre Lampião
Next Muribeca é a vitrine do futsal sergipano para o Baixo São Francisco