Usina Taquari gera mais de 2.700 empregos diretos em Sergipe


Indiretamente, investimento possibilita geração de cerca de 4 mil empregos

O governador Belivaldo Chagas participou, nesta sexta-feira (15), da inauguração da expansão da Usina Taquari, localizada no povoado Miranda, no município de Capela. A Usina Taquari, indústria de processamento de cana, integra o grupo empresarial Samam. Com a expansão da unidade, a usina, que conta com o apoio do Governo de Sergipe por meio do Programa Sergipano de Desenvolvimento Industrial (PSDI), passa de 700 mil para 1,25 milhão de toneladas em capacidade de produção (volume de cana processado), gerando mais de 2.700 empregos diretos.

“É um grupo forte e que, apesar das dificuldades da economia e da pandemia, vem procurando se expandir cada vez mais. Isso faz com que se gere mais emprego e renda e a gente fica feliz porque, afinal de contas, Sergipe sai ganhando. É um grupo genuinamente sergipano que acredita, investe e, portanto, amplia essa planta aqui com altos investimentos pensando, exatamente, no progresso de Sergipe, do Nordeste e do Brasil”, destacou o governador Belivaldo Chagas.

A Taquari faz parte do PSDI desde seu primeiro ano, caminhando para seu 15º ano como beneficiária da iniciativa. De acordo com o governador, o Estado, por meio do PSDI, tem procurado incentivar o surgimento e crescimento de empresas em Sergipe. “No caso específico dessa nessa ampliação, anunciada com investimentos de mais de R$ 40 milhões pela Taquari, a gente fica feliz, alegre e satisfeito porque, afinal de contas, é a geração de emprego, é a geração de renda”.

O superintendente do grupo Samam, Henrique Brandão Menezes Junior, reforçou o apoio dado pelo governo do Estado, para a implantação da nova planta de investimentos e ampliação de vagas de emprego na unidade.  “Sem o PSDI, não tem como expandir, como investir na indústria, e o governo ajuda dando a isenção do imposto e o empresário entra com o investimento e dá o emprego. Se não fosse o apoio do governo do Estado, não teríamos como gerar esses mais de 2.700 empregos. Essa propriedade onde está a indústria, antigamente, era para pecuária, nós já tínhamos essa área, essa quantidade de terra só com boi. Tínhamos, aqui, 25 funcionários, então, com o investimento que o grupo fez com a indústria, saímos de 25 para mais de 2.700”, colocou.

Já o fundador do Grupo Samam, Henrique Brandão Menezes, elencou os investimentos realizados na expansão, assim como o potencial de produção da indústria e enfatizou, também, a geração de empregos indiretos.  “Esse foi o maior investimento feito pela indústria privada no estado de Sergipe, que contou com a total colaboração do governador Belivaldo. As empresas Samam criam, com esse investimento, 4 mil empregos no comércio e na indústria de Sergipe. Depois de uma luta de 14 anos, estamos inaugurando uma indústria de açúcar, etanol e energia, com os melhores equipamentos existentes na atualidade. O investimento total alcançou R$ 430 milhões na indústria e no campo desde o primeiro dia. Uma usina totalmente eletrificada, sendo a terceira do Nordeste  que ainda exportará  a energia excedente”, pontuou.

Expansão

A indústria é especializada na produção de etanol e açúcar, além de gerar a energia elétrica necessária para o abastecimento de suas próprias instalações. A partir da produção de energia, a usina mantém a irrigação dos 3 mil hectares de cana que cercam a unidade.  Com a expansão, a expectativa é de que a produtividade da fábrica duplique, passando a produzir 700 mil sacos de açúcar e 32 milhões de litros de etanol.

Na oportunidade, o diretor-executivo da usina, Humberto Gonçalves, falou sobre as etapas do processamento da cana e destacou a capacidade energética da usina.  “É um investimento pesado, maior no Nordeste, nos dias atuais. Nossa empresa é totalmente eletrificada, sendo umas das três desse tipo, com geração de energia suficiente para abastecer uma cidade como Capela. Com isso, se torna mais autossuficiente energeticamente, tendo capacidade de exportar a energia excedente”, ressaltou.

A indústria Taquari distribui sua produção local e regionalmente, com 35% destinado a Sergipe e 65% à Bahia.  A expansão é fruto de um investimento de R$ 45 milhões, que proporcionou melhorias como uma moenda nova e maior, um novo gerador e a ampliação de toda a linha de produção e da caldeira.

“Nós dobramos a capacidade da indústria. Nós começamos com uma indústria de 200 mil toneladas de cana e, este ano, ela está com capacidade para mais de 1, 2 milhão de toneladas. Deveremos ter uma safra, esse ano, de 850 mil toneladas. Nós estamos, hoje, com 2.700 empregos, onde saímos de uma safra com 1.900. Então, só nessa ampliação, neste ano, contratamos mais de 800 pais de família para trabalhar. Isso já era um objetivo 15 anos atrás. Quando meu irmão fundou a usina, ele já tinha esse pensamento de chegar a uma produção de 1,2 milhão de toneladas e se firmar. A gente considera para nossa área, para o nosso grupo, um tamanho bom de indústria. E o ano passado a gente já moeu 600 mil toneladas, crescemos bastante a parte de campo, na agricultura, e adquirimos, implantamos novas áreas e vimos que já era hora de dobrar a indústria para poder crescer”, explicou Henrique Menezes Junior.

Além da geração de novas vagas de trabalho, a expansão impacta no aumento de áreas de plantio de cana no estado e na movimentação de fornecedores e maquinários. A prefeita de Capela, Silvany Mamlak, parabenizou o grupo pela iniciativa e ressaltou a importância do empreendimento para o crescimento da economia local. “O grupo Samam é uma empresa genuinamente capelense e a gente vê todo o esforço do grupo, nesse momento de pandemia, ao fazer essa ampliação. O Grupo Samam é um grupo que tem uma responsabilidade social, aqui no Povoado Miranda e isso fortalece a economia do município. Hoje, a usina Taquari é um dos principais produtores da cana de açúcar. Aqui, no nosso município, nós temos quatro usinas e, hoje, a maior, a que mais fez investimentos é a Usina Taquari. É uma ação que fortalece não só a economia de Capela, mas de todo o estado”, elogiou.

Durante a inauguração, foi prestada homenagem ao ex-diretor do Grupo Samam, Manoel Aguiar Menezes Neto, que faleceu no início do ano.

Usina Taquari e Grupo Samam

Com tradição sergipana, as Indústrias Taquari nasceram a partir da fazenda de mesmo nome, adquirida ainda na década de 60. A partir da sede, novas propriedades foram agregadas, constituindo um complexo agropecuário com mais de 10 mil tarefas de terra. Em 2008, o empreendimento passou a chamar-se Usina Taquari, sendo posteriormente integrado ao Grupo Samam. Além de etanol, açúcar e energia elétrica, a usina conta entre suas atividades com a produção de aguardente, sendo uma das principais produtoras da bebida em Sergipe.

Previous Governador autoriza reforma do Ipesaúde e implantação do Ceac em Simão Dias
Next Cães e gatos podem ter vírus da covid-19, mas não transmitem a doença