Volta às aulas: formulário da Saúde auxilia a notificar casos suspeitos de covid-19 em Aracaju


Com a retomada das aulas presenciais na rede particular de ensino e nas instituições de Ensino Superior, a partir desta quarta-feira (21), a Prefeitura de Aracaju reforça a importância da adoção dos protocolos elaborados para o retorno seguro das atividades e orienta os estabelecimentos de ensino a utilizarem o formulário disponibilizado pela Secretaria Municipal da Saúde (SMS) para notificação de casos suspeitos de covid-19.

Por meio deste formulário, disponível no Portal da Saúde (https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSe0fCfNcEZWriic_4rgXbNlP5TTc9kDD_Fa_7Sa48HAnuRSeQ/viewform), todo e qualquer ente envolvido na comunidade escolar ou do ensino superior, sejam diretores, coordenadores, professores, pais e responsáveis, ou mesmo alunos (no caso dos maiores de 18 anos), pode notificar a Prefeitura a respeito de um quadro suspeito da doença provocada pelo coronavírus.

Esta é uma das ferramentas implementadas pela Secretaria Municipal da Saúde para obter maior controle do estado de pandemia e, assim, tomar as devidas atitudes no intuito de evitar a proliferação do vírus e possível aumento dos casos da doença.
“Quando é notado um quadro suspeito, a pessoa acessa e preenche o formulário com as informações solicitadas. Essa notificação vai para um centro de informação de Vigilância em Saúde da SMS. Daí, entramos em contato para averiguar a informação e, a depender da situação, acionamos a Vigilância Sanitária para verificar o local”, explica a técnica de Agravos Agudos da Vigilância Epidemiológica da SMS, Mariana Aragão.
A gerente de Ações Estratégicas da Vigilância Sanitária de Aracaju, Jacklene Andrade, esclarece que ao serem acionados, os agentes da Vigilância fiscalizam o protocolo sanitário da instituição.
“Verificamos o cumprimento das medidas recomendadas, como distanciamento, fornecimento de álcool em gel e uso de máscara, todo o cuidado que a instituição mantém para o andamento seguro das aulas. É preciso destacar, no entanto, que nosso intuito não é prejudicar a instituição, mas cuidar da saúde das pessoas”, pontua Jacklene.
De acordo com a técnica de Agravos Agudos da Vigilância Epidemiológica, mesmo com a queda dos números relacionados à covid-19, as ações não podem parar e uma destas é justamente identificar o caso suspeito.
“Até porque, nesse caso, as pessoas estão dentro de um ambiente fechado. Portanto, uma vez que identificamos um caso suspeito e isolamos, quebramos a cadeia de transmissão, evitando que o vírus se espalhe para outras pessoas. Após a verificação, fazemos o acompanhamento para saber se houve mais algum caso suspeito”, ressalta.
A SMS reforça que o sentido da ação é alertar as instituições e cuidar da saúde das pessoas. “Precisamos lembrar que estamos numa pandemia e que ainda não temos total controle do vírus, portanto, na verdade, contamos com a colaboração das unidades de ensino para que consigamos, juntos, garantir um retorno seguro às aulas”, salienta Mariana.
Previous Operação policial combate fraudes contra benefícios emergenciais
Next Richarlison brilha e Brasil vence Alemanha na estreia da Olimpíada