Ponte do Rio Poxim será ampliada em seus dois sentidos


Localizada na avenida Beira Mar, a ponte será ampliada em seus dois sentidos, com a construção de duas novas pistas de rolamento, com quatro metros de largura cada. No sentido Centro-praia, será implantada uma pista de pedestres, igualando-se ao sentido oposto, praia-Centro, que já possui pista e ciclovia.
Superintendente municipal de Transporte e Trânsito, Renato Telles explica que a avenida Beira Mar possui três faixas de rolamento, uma delas reservada ao Corredor de Mobilidade Beira Mar, de circulação prioritária para os ônibus do transporte público.
A partir da conclusão desta obra, destaca Renato, a ponte sobre o Rio Poxim passará a ter três faixas, já que atualmente possui apenas duas para cada sentido, representando um afunilamento no trânsito da via, que pode causar congestionamentos e até acidentes.
“No sentido Centro-praia, será implantada também uma pista de pedestres, igualando-se ao sentido oposto, praia-Centro, que já possui pista e ciclovia. Quando concluída, a nova ponte terá três faixas de pista de rolamento em cada sentido, com 12 metros de largura, cada, uma ciclovia e duas pistas para pedestres, beneficiando a acessibilidade do local, oferecendo mais segurança e conforto aos usuários”, detalha Renato Telles.
Para a execução da obra, serão utilizadas 438 toneladas de aço e mais de 3 mil m³ de concreto. Além disso, serão colocadas 50 estacas de 0,80 cm de diâmetro e 45,0 m de profundidade. O valor do investimento é fruto do financiamento celebrado com a Caixa Econômica Federal, por meio do programa Pró-Transporte.
Modernização urbana
De acordo com o secretário municipal da Infraestrutura e presidente da Emurb, Sérgio Ferrari, quando construída, em 1958, a ponte representava um marco para a mobilidade urbana da cidade.
Agora, destaca o gestor, “ela precisa se adaptar a Aracaju que, a cada dia, está se modernizando e crescendo, ou seja, tem que atender às necessidades de uma cidade que está se desenvolvendo e, portanto, carece de espaços projetados de forma inteligente e adequados à nova realidade”.
“Hoje, há um estrangulamento muito sério naquele trecho e esse alargamento da ponte vai representar uma grande melhoria na velocidade da circulação dos ônibus e na fluidez do trânsito. É uma obra sofisticada e que possui complexidade de engenharia, diferente das outras”, pontua Ferrari.
A obra faz parte também do Planejamento Estratégico 2021-2024, e objetiva cumprir não apenas o papel social, sustentável, de desenvolvimento, mas de geração de emprego, renda e progresso para Aracaju.
Previous Supremo torna sem efeito acordo de colaboração premiada entre Sérgio Cabral e Polícia Federal
Next Governo formaliza contrato com Fiocruz para produção do IFA e vacinas de Oxford