Advogado Edson Telles assume caso de viúva condenada por matar procurador 


Erro no banco de dados do WordPress: [Table 'u739694153_cinformonline.wp_ppress_meta_data' doesn't exist]
SELECT * FROM wp_ppress_meta_data WHERE meta_key = 'content_restrict_data'

O advogado criminalista Edson Telles assumiu o caso da viúva Anoilza Santos Gama Melo de Araújo, acusada de ser a mandante do crime que matou o seu ex-marido, o procurador aposentado e ex-delegado de polícia civil Antônio Melo de Araújo. Em 2019, a viúva foi condenada a 31 anos e oito meses de reclusão em regime fechado. Segundo o advogado, o primeiro objetivo é conseguir a anulação do júri.

“Estamos expandindo nosso escritório em Sergipe e viemos assumir a defesa deste caso em Aracaju. Vamos pleitear em Brasília a anulação do júri para, através disso, ter uma nova sessão. Iremos buscar com todas as medidas cabíveis que a mesma responda em liberdade ou pelo menos a progressão do regime para uma prisão domiciliar neste primeiro momento”, destacou Edson Telles.

Advogado sergipano radicado no Rio de Janeiro há mais de 10 anos, onde trabalha com grandes processos, no ano passado Edson assumiu o caso do pai de santo Mário Chiacchiaretta Neto. Na oportunidade, ele conseguiu a liberdade do mesmo e o fato teve grande repercussão no estado sendo destaque nos principais veículos de comunicação.

Previous Câmara aprova medida sobre renegociação de dívidas de empresas
Next Secretaria da Segurança Pública entrega 100 novas espingardas à Polícia Militar de Sergipe