Vereador Lucas Aribé (PSB-SE), emplaca mais uma


Após dois anos de tramitação, o plenário da Câmara Municipal de Aracaju concluiu hoje a votação do Projeto de Lei 314/2018, de autoria de Lucas Aribé e do ex-vereador Iran Barbosa (PT), que inclui a Língua Brasileira de Sinais (Libras) no currículo escolar da rede municipal de ensino da capital. A matéria, que altera a redação da Lei 3.380/2006, segue para sanção do Poder Executivo.

“Estamos fazendo com que o município comece a estabelecer uma política de inclusão da pessoa surda no ambiente escolar. Não se trata apenas de ensinar a #Libras como uma disciplina, mas de fazer com que toda a comunidade escolar aprofunde os conhecimentos sobre os componentes históricos e de identidade do surdo, o que é substancial para que essa população não fique privada das oportunidades de interação social. É fato que será necessária uma quebra de paradigmas excludentes. Esse é um grande desafio para as próximas gerações, mas fundamental pois simboliza a socialização entre surdos e ouvintes no dia a dia”, disse o vereador.

Previous Famílias das Mangabeiras se aproximam de fase final da realocação
Next "Tecnologia 5G será o assunto de 2021”, afirma Fábio Faria