PF EM ARACAJU! “Precisamos garantir a moralidade dos recursos”, diz deputada


Carro da PF durante operação no Rio de Janeiro 28/07/2015 REUTERS/Sergio Moraes

A deflagração da operação Serôdio em Aracaju foi comemorada pela deputada estadual Kitty Lima (Cidadania) em publicação nas suas redes sociais durante a última terça-feira, 7. A parlamentar ressaltou a relevância que a operação tem para o combate a corrupção que vem sendo registrada com os recursos decorrentes da pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

“Em junho, nós do Cidadania entramos com ação junto ao Ministério Público Federal, na qual apresentamos um dossiê contendo possíveis irregularidades do Hospital de Campanha. Hoje, com o desencadear da Operação Seródio, fica constatada a necessidade de aprofundar as investigações em Aracaju e precisamos, em todo o estado, garantir a moralidade do uso dos recursos públicos”, constatou Kitty Lima.

A deputada estadual parabenizou o trabalho desempenhado pela Polícia Federal e exaltou que o momento deve ser encarado pelas forças de oposição como um tempo de vigilância e de comprometimento total à população, com o intuito de que não haja espaço para utilização indevida do dinheiro público por parte dos gestores. “Seguiremos com os olhos abertos e vigilantes no gasto de todos os recursos”, destacou.

Operação Serôdio

A operação foi deflagrada com o objetivo de obter provas para investigação que apura desvio de verbas públicas, associação criminosa, corrupção, fraudes na licitação e na execução do contrato para montagem da estrutura necessária ao funcionamento do Hospital de Campanha de Aracaju/SE. Também foram procuradas provas da lisura de outras contratações concernentes ao referido hospital, a exemplo da rede de gases, rede elétrica e rede hidro sanitária.

O inquérito teve início a partir da análise do processo de contratação realizada pela Controladoria Geral da União (CGU-SE) em conjunto com a Polícia Federal, que constatou irregularidades que restringiram a competitividade do certame e favoreceram a empresa contratada.

O contrato investigado foi celebrado pela Secretaria Municipal de Saúde de Aracaju/SE, por meio de dispensa de licitação, e é custeado com recursos da União, envolvendo o montante de R$ 3.258.000,00, repassados ao município para o desenvolvimento de ações voltadas ao enfrentamento da pandemia de COVID-19.

Previous CRESCIMENTO no comércio varejista foi de 13,9% de abril para maio
Next ESTUDANTES! Enem será em 17 e 24 de janeiro de 2021, diz MEC