Sergipe receberá R$ 645 milhões para combate à covid-19


Atenção! Desse total, R$400 mi ficam no Estado e R$ 245 mi vão para os 75 municípios, sendo R$109 mi para saúde e R$ 526 mi para gastos livres

  • O Estado de Sergipe irá receber do Governo Federal, através do Programa Federativo de Enfrentamento ao Coronavírus para estados, Distrito Federal e municípios, R$ 400 mi, sendo que R$ 86 milhões para serem investidos na saúde pública e R$ 314 milhões para livre aplicação. De acordo com a Lei Complementar 173, de 2020, publicada na última quinta-feira, 28, no Diário Oficial da União, as 75 cidades sergipanas, também receberão o montante de R$ 245 mi, sendo R$ 33 mi para saúde pública e R$ 212 para livre aplicação.

Segundo o texto da Lei Complementar, produtos e serviços adquiridos com o dinheiro do programa devem ser contratados preferencialmente junto à microempresas e empresas de pequeno porte. Fica de fora do rateio o ente da federação que tenha entrado na Justiça contra a União após o dia 20 de março por conta da pandemia de coronavírus.

Além disso, o auxílio financeiro será dividido em quatro parcelas iguais ao longo deste ano e parte deverá ser usada para o pagamento de profissionais que atuam no Sistema Único de Saúde (SUS) e no Sistema Único de Assistência Social (Suas).

Lei de Responsabilidade Fiscal

Durante o estado de calamidade pública, estados, Distrito Federal e municípios ficam dispensados de cumprir algumas exigências previstas na Lei de Responsabilidade Fiscal (Lei Complementar 101, de 2000), como o atingimento de metas fiscais e o limite para a dívida consolidada. Também ficam afastados empecilhos legais para realização e recebimento de transferências voluntárias. Mas esse afrouxamento só vale para atos necessários ao atendimento do Programa Federativo de Enfrentamento ao Coronavírus.

Com informações da Agência Senado

Previous Alcolumbre prorroga votação de três MPs que garantem R$68 bi para sustentação de empregos
Next Medo atrasa retomada do setor produtivo, diz presidente do Bacen