São Domingos recebe nova tecnologia para o sistema de saúde do município


Os municípios sergipanos estão correndo para se adequar as novas exigências do governo federal e do ministério da saúde no que tange a nova forma de custeio da Atenção Básica de Saúde. Dessa vez foi a cidade de São Domingos que se adaptou com a tecnologia no sistema de saúde. Como se sabe muitas ações e repasses financeiros estarão atrelados a ações realizadas dentro desse bloco, principalmente ao que se refere ao trabalho dos agentes comunitários de saúde, que deverão atingir uma maior coberturas dos cadastros individuais dos muníipios.

Uma grande novidade é o programa Previne Brasil, onde o ministério da saúde vai monitorar sete indicadores de saúde e os municípios terão que atingir os números pactuados para além de atender as exigências, possibilitar a captação de mais recursos. Para assegurar que sejam atingidos a gestão municipal equipou todas as unidades de saúde com equipamentos computadores e conectividade com internet. Tudo será registrado em tempo real.

“É mais um marco na história da saúde de São Domingos. Todos os que fazem a secretaria de saúde da cidade estão satisfeitos com este novo sistema de prontuário eletrônico do paciente. É um instrumento indispensável para otimizar os processos e promover mais segurança para a população, além também de possibilitar o uso das informações clínicas para gerar dados sobre a saúde do município”, explica o secretário de saúde de São Domingos, Altran Paixão de Macedo.

Para o consultor David Bruno, da empresa MMS soluções, que implantou o novo sistema além de ajudar para atingir os índices do ministério da Saúde, também colabora para a economia e a sustentabilidade de uma boa gestão.

“Sabemos da importância da tecnologia nos dias de hoje, somos movidos por ela, e a administração pública que preza por vários princípios dentro da economia e eficiência tende a diminuir os custos, como por exemplo, economia de papel, exames duplicados, usando dinheiro público com responsabilidade e mais importante garantindo a efetividade dos serviços prestado a população. Com implantação de um software desse porte, possibilita ao gestor ofertar de forma a quem realmente precisa, já que a ferramenta possibilitará o mapeamento de condições de saúde das famílias, a vulnerabilidade social podendo fazer todo planejamento com sua equipe de saúde”, destaca David.

Previous Empoderamento: bancada feminina da Alese quer mais espaços de poder
Next Itaipava, a cerveja 100% verão, entra no mundo 'puro malte' e faz sucesso