Deputado Gilmar Carvalho presta contas do seu mandato ao povo sergipano


Começando a vida como vendedor de feira em Itabaiana, cidade do agreste sergipano, o advogado, radialista e deputado estadual Gilmar Carvalho (PSC), está em seu quarto mandato legislativo na Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese) e neste ano que passou, na 19ª legislatura integrou três Comissões permanentes. Esteve ainda como vice-presidente da Comissão de Energia e Comunicações e membro das comissões de Constituição e Justiça e de Ciência, Tecnologia e Informática.

Quando trata de sua independência, Gilmar não se cansa de falar “Não tenho ligação familiar com a política e não tenho sobrenome famoso. Nada, nada. Foi o medo que me fez entrar na política. Eu achava que precisava de imunidade parlamentar. Entrei na política em 1997 e fui candidato a deputado em 1998, um tempinho depois de uma prisão (de apenas um dia, por desacatar uma ordem judicial)”.

Durante o ano, o parlamentar apresentou à Mesa Diretora da Casa Parlamentar a proposta de indicação nº 01, aprovada pelo pleno, onde sugeriu ao Governo do Estado uma homenagem póstuma à professora Ada Augusta Celestino Bezerra, batizando com o nome da educadora alguma escola da rede estadual de ensino.

Em justificativa, Gilmar destacou os trabalhos realizados pela professora Ada Augusta, tendo como referência o Programa de Qualificação Docente (PQD), do qual fez parte e participou ativamente junto com Consuelo Maia e Eduardo Ubirajara, que, em quatro anos, formou em nível superior quase três mil professores leigos da educação básica sergipana que atuavam em escolas estaduais e municipais. “Ada Augusta é referência estadual em educação, tendo dedicado sua vida profissional à qualificação dos sergipanos, seja de forma direta ou indireta”, argumentou o deputado.

Preocupado com a proliferação da dengue em Sergipe, outra proposta do deputado Gilmar Carvalho, também aprovada, foi a possibilidade de circulação do carro fumacê com mais frequência em municípios do interior, como a solicitação feita através de indicação nº 104/2019, destinada ao governador e à Secretaria de Estado de Saúde e da Vigilância Sanitária.

Gilmar Carvalho participou de dezenas de sessões especiais; mais de 60 sessões extraordinárias; sessenta e oito sessões ordinárias, só no primeiro semestre; sessões ordinárias de convocação; além de sessões solenes, como, por exemplo, instalação da legislatura e posse do governador e vice.

Antenado com os anseios populares, Gilmar também entrou na luta pela redução do período de férias dos parlamentares, tentando igualá-lo com o dos demais servidores públicos, como ele mesmo se expressou, já que vários dos seus projetos não eram colocados em votação: “Tenho conversado muito com o presidente da Assembleia, o Luciano Bispo, porque muitos projetos meus não foram colocados em votação. Ele me disse que os colocará agora. Mas já propus na Assembleia tantas coisas, como a redução das férias, dos recessos parlamentares. Duas vezes propus, mas a Assembleia não quis votar”. Esse projeto terminou indo a plenário com forte manifestação popular e de alguns grupos sociais organizados.

Gilmar Carvalho: “O Estado não tem moral para falar que não tem dinheiro”

Sempre buscando a moralização do serviço público, o deputado voltou a questionar a atuação do Governo com relação aos problemas financeiros do Estado, durante Sessão na Assembleia Legislativa do Estado de Sergipe.

O parlamentar apresentou aos deputados uma denúncia a respeito de nomeação de vereador do interior em cargo na Emsetur. “Vereador que exerce o mandato em Areia Branca, exerce legitimamente o seu mandato, Hugo Oliveira Lima, ao tempo em que é vereador, é Assessor Especial III, com R$ 4 mil reais por mês, é também membro da Comissão Especial de Licitação da Emsetur e recebe R$ 400 reais, recebe jetons de R$ 3 mil reais por participar do Conselho de Administração da Emsetur, além das várias viagens e diárias pagas. Isso tudo no mesmo período em que exerce o mandato”, informou o deputado.

Irritado com a forma em que está sendo tratada a crise financeira por parte da gestão estadual, o parlamentar criticou: “É esse estado que diz que tem moral para dizer que não tem dinheiro? É esse governo que diz que merece ser respeitado? Se fosse um caso só, já seria vergonhoso, mas outros casos já foram denunciados”, asseverou.

Já no último mês do ano, voltou a colocar seu mandato a serviço do povo, quando protestou em plenário e virou manchete de jornais “Votarei contra”, afirma Gilmar Carvalho sobre reforma da previdência.

Durante a sessão da terça-feira, 3 de dezembro, na Assembleia Legislativa de Sergipe, o deputado estadual Gilmar Carvalho (PSC) expôs seu posicionamento quanto à proposta de reforma da previdência estadual, que seria apresentada ainda no mesmo mês pelo governador Belivaldo Chagas (PSD). “Votarei contra”, afirmou.

O deputado esclareceu que não precisava esperar a apresentação da proposta do atual governo, segundo Gilmar, sua posição é uma questão de princípio em defesa do servidor público. “A previdência não foi o servidor que quebrou, não foi o aposentado que quebrou, não foi o pensionista, foi o governo. Não foi apenas o atual governo, isso já vem de tempos”, explicou Gilmar.

Gilmar afirmou ainda que os servidores já são sacrificados com pagamento de salários atrasados e que não podem ser penalizados por um erro que não cometeram. “O governo não conte com dúvida em meu voto, votarei contra. Quem quebrou a previdência que pague”, finalizou.

Ainda em 2019, o deputado manifestou o desejo de se lançar como pré-candidato a prefeito de Aracaju em 2020, um sonho acalentado há muitos anos pela intenção manifesta de consertar falhas administrativas que ele tem apontado. Existe uma indiscutível manifestação de apoio popular, o processo de habilitação está em fase de recursos e aguarda decisões, por questões relacionadas à indicação do partido e de fidelidade partidária.

Mas, foi um ano de mandato livre, sem amarras ideológicas, comprometido com a defesa dos interesses da sociedade, com a transparência dos atos administrativos do governo e com foco no desenvolvimento do Estado.

Previous Jorge Aragão comemora 70 anos e faz show especial em Aracaju
Next Alto volume de chuvas em Aracaju e equipes da Prefeitura monitoram pontos críticos