ENTREVISTA: VALADARES FILHO E AS ELEIÇÕES 2020


“Edvaldo Nogueira faz campanha eleitoral antecipada”

Valadares Filho diz que reajuste do IPTU não foi revogado e que gestor comete abuso de poder político e econômico

Por Habacuque Villacorte

A reportagem do JORNAL CINFORM conversou essa semana com o ex-deputado federal Valadares Filho (PSB), que não descarta disputar novamente a Prefeitura de Aracaju em 2020. Na oportunidade ele critica a gestão do prefeito Edvaldo Nogueira (sem partido) que, segundo ele, “mentiu para o povo de Aracaju na eleição de 2016”. Valadares reiterou que o PSB tem projetos para a capital e não nega que ele sonha em ser prefeito da capital. Ele comenta a relação política que sempre teve com o Partido dos Trabalhadores e denuncia que o prefeito está fazendo “campanha antecipada”, cometendo suposto abuso do poder político e econômico. Confira a seguir e na íntegra esta entrevista exclusiva:

ENTREVISTA

CINFORM: Iniciando a entrevista, o povo de Aracaju quer saber: Valadares Filho vai disputar, pela terceira vez, a Prefeitura em 2020?

VALADARES FILHO: Quem entra na vida pública tem que aceitar todo e qualquer desafio. Gerir os destinos dos aracajuanos é um sonho de muitos e comigo não é diferente. Já exerci três mandatos de deputado federal, mas não nego a ninguém este desejo que carrego comigo. Agora esta não pode ser uma decisão individual. Tenho que ouvir todo o agrupamento e, acima de tudo, precisamos conversar com a população.

CINFORM: Mas um novo resultado negativo não seria arriscado do ponto de vista político para a continuidade de sua trajetória na vida pública?

VALADARES FILHO: Em várias eleições estive no palanque contrário do ex-governador João Alves Filho. Sempre tivemos uma relação bastante respeitosa com ele e seus familiares. Quando João perdeu duas eleições consecutivas para Marcelo Déda (in memoriam), pouca gente acreditava que ele teria chances de continuar disputando mandatos eletivos. Dois anos depois ele nos venceu na disputa pela Prefeitura. Eu aprendi que a gente não pode ter medo. Sou muito novo e sei o quanto ainda posso contribuir com a minha cidade e o meu Estado.

CINFORM: Mas em 2018 você concentrou seus apoios políticos e, no segundo turno, o conjunto de forças de seu adversário decidiu a eleição. Como você pretender fortalecer uma pré-candidatura a prefeito em 2020?

VALADARES FILHO: A sociedade sergipana reconhece e respeita a trajetória dos Valadares. Nem sempre quando você perde uma eleição, você sai derrotado. Nosso adversário venceu, mas até agora não convenceu. Ou melhor, cometeram o maior estelionato eleitoral em Sergipe com o “chegou para resolver” que findou não resolvendo nada! Hoje temos uma gestão atrasada, sem criatividade, sem projeção e puramente política, fatiada. É cada grupo defendendo o seu interesse e a população pagando a conta. É evidente que, se o PSB apresentar uma pré-candidatura, vamos trabalhar para buscar apoios consistentes, mas nada que vá confrontar nossa história ética e moral.

CINFORM: Existe possibilidade de um entendimento com o Partido dos Trabalhadores? Dá para sair uma chapa para prefeito com as duas legendas juntas?

VALADARES FILHO: Construímos uma relação muito próxima com o PT desde o primeiro mandato de Marcelo Déda (in memoriam) na PMA. Caminhamos juntos até 2014. Temos respeito por eles e mantenho muitos amigos lá. A nossa preocupação é de construir uma aliança com o povo de Aracaju, com o povão que pega ônibus lotado e que paga uma passagem alta; o povão que foi enganado e vai pagar o IPTU com reajuste; o povão que continua sofrendo para marcar um exame ou uma consulta na rede municipal de Saúde; o povão que não tem a devida assistência do município. O PSB tem tido uma postura de alinhamento com o PT em alguns lugares no país. Não temos restrições. Mas ainda é muito cedo. O momento agora é de construção de um projeto para Aracaju.

CINFORM: Sua avaliação sobre a gestão do prefeito Edvaldo Nogueira?

VALADARES FILHO: Edvaldo mentiu para o povo de Aracaju em 2016. Essa é a principal referência que tenho da gestão dele. Passou a campanha inteira prometendo revogar o IPTU de João Alves. Agora no início do ano aumentou ainda mais a carga de impostos, reajustando novamente; a licitação do transporte coletivo ele prometeu e não fez; a licitação do lixo virou um caso de polícia e hoje está na Justiça; a licitação das feiras já foi cancelada, ele fez um segundo pregão e até agora não assinou as ordens de serviços dos cinco lotes. Em síntese, as feiras hoje existem na clandestinidade. A solução que ele deu para a Saúde foi privatizar a UPA Nestor Piva na Zona Norte! Melhor nem falar dos servidores da PMA que estão desde o início da gestão dele sem reajuste salarial e sem a reposição da inflação. Essas são algumas “verdades” da gestão de Edvaldo que nós vamos cobrar durante o processo eleitoral.

CINFORM: Você tem acompanhado essas propagandas feitas pela Prefeitura de Aracaju sobre o IPTU em rádio, teve, outdoors e busdoor? Qual a sua avaliação?

VALADARES FILHO: Campanha eleitoral antecipada! Essa não é uma constatação minha apenas, mas de toda a sociedade aracajuana. Além de não ter revogado o IPTU de João Alves, Edvaldo agora, orientado por Carlos Cauê, comete esse abuso econômico e de poder, usando descaradamente os recursos públicos para a promoção da gestão, para a defesa da continuidade de sua administração. É tão grave quanto a antecipação feita pelo governador que resultou na cassação de seu mandato pela Justiça Eleitoral. A gente espera que os órgãos fiscalizadores, que o Ministério Público Eleitoral se posicione sobre esse abuso cometido pela PMA.

CINFORM: Em 2016 o senhor foi muito criticado por Edvaldo Nogueira que, no segundo turno, passou para a sociedade que você tinha uma aliança “velada” com o então prefeito João Alves Filho. Aquilo atrapalhou sua campanha?

VALADARES FILHO: Aquilo foi mais um fake News de Edvaldo! É verdade que muitos amigos que votaram em João Alves no primeiro turno findaram assumindo o compromisso conosco no 2º turno, mas não existia acordo algum. Edvaldo “vendeu” aquilo para me desgastar diante dos erros cometidos pelo ex-prefeito na administração. Hoje todos nós sabemos que Dr. João não vinha bem de saúde e, infelizmente, ele foi usado por Edvaldo e Cauê, naquele momento, para prejudicar nossa campanha. É evidente que isso não foi decisivo, mas atrapalhou sim… (INTERROMPIDO)

CINFORM: Qual a sua avaliação sobre as alianças firmadas por Edvaldo hoje?

VALADARES FILHO: Edvaldo que me criticava dizendo que eu tinha aliança com João Alves, hoje é liderado na Câmara Municipal por meu amigo e vereador Vinícius Porto, que é do DEM e tem uma história ao lado de João; outro amigo e vereador Juvêncio Oliveira também apoia ele. Diferente de Edvaldo, não me cabe avaliar as alianças políticas que ele faz. Ele faça as escolhas dele, eu farei as minhas. Quem melhor avalia isso é o povo de Aracaju.

CINFORM: Para concluir a entrevista, que mensagem você deixaria para o aracajuano que ainda acredita em uma pré-candidatura sua e do PSB para a prefeitura de Aracaju em 2020?

VALADARES FILHO: Eu deixo uma mensagem de gratidão e de esperança. Nós temos sim projetos para Aracaju, as pessoas continuam nos recebendo muito bem. Por onde eu vou sinto esse desejo dos amigos, das pessoas mais simples. Na feira, no supermercado, na farmácia, nos eventos. Por onde eu ando, ouço manifestações de apoio que só nos motivam. O aracajuano não pode deixar de sonhar, deixar de acreditar. Agora é preciso enxergar as consequências do voto. Tem que dar um “F5” (atualizar) essa gestão! A PMA precisa de um gestor dinâmico, moderno e que, acima de tudo, fale a verdade para as pessoas. Deixa a ilusão para a propaganda de Edvaldo.


Previous MEC suspende início das inscrições para o Prouni
Next Governo de Sergipe inicia pagamento de janeiro nesta sexta-feira, dia 31