Justiça concede liberdade ao radialista George Magalhães


Radialista foi preso em setembro suspeito de estupro e coação de testemunha

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) concedeu liminar favorável ao habeas corpus impetrado a favor do radialista George Magalhães nesta quarta-feira (7). Ele foi preso em setembro, acusado de estupro e agressão contra uma mulher e de coagir testemunhas do caso.

O advogado Getúlio Sobral Sales Neto informou que o ministro Reinaldo Soares da Fonseca, membro da 5ª Turma do STJ, concedeu a liminar favorável para dar liberdade ao radialista George Magalhães. “Estamos aguardando apenas a comunicação da coordenadoria do STJ que vai comunicar via malote digital para o Tribunal de Justiça de Sergipe (TJ) e para a juíza de primeiro grau”, detalhou.
Dessa maneira, segundo acrescentou o advogado Getúlio Sobral Sales Neto: “tão logo a comunicação, o George Magalhães será colocado em liberdade”.

Entenda o caso
O radialista George Magalhães foi preso pela polícia civil de Sergipe no dia 13 de setembro na residência dele no bairro Atalaia, acusado de estupro e de coação de testemunha. Desde a referida data, ele está preso na Cadeia Pública Tabelião Filadelfo Luiz da Costa, o “Cadeião”.

No dia 2 de outubro, a defesa do radialista deu entrada com um pedido de habeas corpus, mas a decisão foi adiada para o dia 11 do mesmo mês sendo negado pelo TJ.

Previous Festival das Flores de Holambra começa nesta quinta em Aracaju
Next Edise lança a 20ª edição da Revista Cumbuca