Conheça a trajetória política de Belivaldo Chagas


Governador reeleito diz que principal desafio é reequilibrar as dívidas

O governador reeleito de Sergipe, Belivaldo Chagas, tem 58 anos, é defensor público aposentado e filiado ao Partido Social Democrático (PSD). Belivaldo é divorciado, pai de três filhos e tem um neto. Filho de um casal de comerciantes, Belivaldo saiu ainda jovem da sua terra natal, Simão Dias, cidade da região Centro-Sul de Sergipe, para concluir o ensino médio em Salvador. Ao retornar a Sergipe, ingressou no curso de Direito e se formou na Universidade Tiradentes.

Política
Quando criança, Belivaldo gostava de colecionar santinhos políticos. “Isso foi me aproximando dos diretórios dos partidos políticos de Simão Dias. Quando eu tinha 20 anos fui convidado a disputar as eleições como vereador. Aceitei o desafio, não fui eleito mas decidi vestir a camisa e seguir na militância política”, recorda.

Belivaldo atuou em diversas funções no poder público até ser eleito deputado estadual em 1990, cargo que ocupou por quatro mandatos seguidos, até 2006, quando deixou a Assembleia Legislativa e foi eleito vice-governador de Sergipe na chapa encabeçada por Marcelo Déda (PT).

“Foi um momento muito marcando quando começamos a fazer uma grande mudança no estado. O governo trouxe muitos benefícios aos sergipanos e melhorias. Grandes obras foram realizadas e foi um marco. O grupo de esquerda tirou o DEM do poder, derrotando o então governador João Alves, que se reversou no comando durante anos com Albano Franco (PSDB)”, orgulha-se.

Em 2014, Belivaldo foi novamente eleito vice-governador ao lado de Jackson Barreto (MDB) e no dia 7 de abril deste ano, Belivaldo assumiu oficialmente o Governo do Estado de Sergipe.

“Comecei a minha história de fato. O vice acompanha mas não tem o poder de decisão. Cheguei cheio de vontade de fazer o melhor por Sergipe. Aos poucos fui conhecendo de perto a realidade de cada setor e fazendo as mudanças. Logo no primeiro mês as pessoas começaram a sentir as melhorias. Vamos continuar com esse mesmo gás nos próximos anos. Sergipe está no caminho certo e vamos construir.

Cargos
Belivaldo iniciou a carreira como defensor público no início dos anos 80. Em 1987 tornou-se presidente da Segrase. Foi secretário da Articulação dos Municípios em 1988 e em seguida coordenou o Projeto Nordeste. Foi eleito deputado estadual pela primeira vez em 1990, se reelegeu em 1994, 1998 e 2002.

Em 2004, assumiu a Secretaria de Articulação Política de Aracaju. Em 2006 foi eleito vice-governador. Assumiu a Secretaria da Educação em 2011. Foi eleito vice-governador pela segunda vez em 2014. No ano seguinte assumiu a Casa Civil do Estado e assumiu o Governo de Sergipe em 2018.

Novo governo
Belivaldo comemora a vitória e revela detalhes do novo governo que inicia em janeiro de 2019. “O povo sergipano acreditou em meu projeto porque tenho uma grande experiência acumulada ao longo dos anos na gestão pública, isso faz a diferença”, orgulha-se.
O governador que não pode ser candidato a reeleição em 2022 disse que seu projeto de governo não foi feito apenas para os próximos quatro anos. “Outra disputa para o governo está descartada mas nossas metas na administração do Estado são para longo prazo. Assim, elaborei, junto com Eliane Aquino, candidata, um programa de Governo que visa preparar Sergipe para além da minha próxima gestão, mas voltado, sobretudo, para o futuro das próximas gerações, para os próximos 30 anos”, garante.

“Vamos superar a crise das finanças que imobiliza a capacidade do setor público e ampliar e melhorar as políticas públicas, notadamente aquelas que afetam as faixas mais carentes da população.

Belivaldo Chagas revelou que seu principal desafio é reequilibrar as finanças públicas. “Já iniciamos esse trabalho e vamos continuar para vencer. É preciso, antes de tudo, sanear as nossas contas. Por isso, ao assumir o cargo, implementei um Plano de Recuperação Econômica e de Geração de Emprego, que tem nos possibilitado reduzir despesas e aumentar nossas receitas. Com essas ações, teremos ganhos em recursos públicos, que serão revertidos na oferta qualificada das políticas públicas em todas as áreas. Nosso programa de governo prevê um aprofundamento das medidas que já colocamos em prática e que tem demonstrado resultados positivos, como a regularização dos pagamentos dos servidores e dos fornecedores. Estamos avançando e, com fé em Deus e ajuda do povo de Sergipe, vamos vencer esta eleição e fazer Sergipe avançar ainda mais”, finaliza.

Previous Doar para ajudar
Next Adesivos ganham vez na hora de reformar