Roberto Carlos faz convite para show em Aracaju neste sábado


Roberto Carlos

“Estou esperando todos os meus fãs sergipanos neste show especial”

O ídolo da canção latino-americana, Roberto Carlos, está de volta a Aracaju e vai se apresentar a partir das 21h deste sábado (29) no Shopping Jardins. O ‘Rei’ promete uma noite inesquecível com seus fãs e admiradores. Exemplo vivo do sucesso mundial da Música Popular Brasileira, Roberto Carlos vai lançar o 33º álbum da carreira, com músicas inéditas em Espanhol.

“Estive em Aracaju há três anos e estou ansioso para retornar para ter esse reencontro lindo com meus fãs que são sempre muito calorosos. É uma honra muito grande cantar no Nordeste. Sinto a vibração das pessoas, a energia é ímpar e eu fico muito feliz. Agora vou me apresentar no Shopping Jardins, o palco vai estar na frente do Horizonte Jardins que vai ser nosso cenário. Estive no imóvel em 2015 quando a obra estava sendo concluída e agora vou conhecer de perto o resultado. Vou me hospedar no Horizonte Jardins e quero ir andando para o palco. Ninguém pode perder”, com vida o cantor.

Roberto Carlos promete mais uma vez arrebatar os fãs com mais um show impecável ao lado de sua orquestra e coral.

Novo trabalho
O show especial vai fazer o lançamento do 33º CD da carreira de Roberto Carlos, que celebrou seus 50 anos de carreira em Sergipe em 2015. ‘Regresso’, uma canção inédita que soa como um clássico e contempla a essência de Roberto Carlos, é o primeiro single do novo álbum.

“Este álbum está incrível e foi feito com muito carinho. É um presente para meus fãs que me acompanham há mais de 50 anos. Tenho fãs em Sergipe de todas as idades e isso não tem preço. Quero ver as famílias se confraternizando em meus shows”, orgulha-se.
Desde a Jovem Guarda, nos anos 60, Roberto Carlos se transformou um ícone do romantismo, religiosidade e da família. “A essência é a mesma e o romantismo nunca sai de moda”, garante.

Carreira
Em 2017, Roberto conquistou o público com o seu último sucesso “Sereia”, da novela das 21h da rede Globo “A Força do Querer”, de Glória Perez. Em 2015, o artista foi homenageado pelo Grammy Latino como personalidade do ano e lançou o CD “Primera Fila”, gravado em Londres.

Roberto Carlos nasceu em Cachoeiro do Itapemirim, uma cidade no Estado do Espírito Santo e começou a cantar na rádio aos nove anos. Na juventude sua família mudou-se para o Rio de Janeiro, onde ele formou com amigos de escola o conjunto vocal The Sputnicks, depois em um outro grupo, The Snakes, já com a presença de Erasmo Carlos, seu parceiro na maioria de sua obra. Roberto Carlos passou a se apresentar em clubes e festas tanto sozinho como no grupo, e aos poucos estava na televisão no programa “Clube do Rock”, sendo anunciado ao público como o “Elvis brasileiro” ao cantar “Jailhouse rock”. Roberto também cantava na boate do Hotel Plaza seguindo a linha bossa-nova de João Gilberto enquanto percorria o caminho de artista iniciante atrás de gravadora.

Sua primeira gravação foi em 1959 pela Polydor, em 1960 gravou um novo disco de 78 RPM, e com o primeiro LP a música “Louco Por Você” estourou rapidamente. Com aparições frequentes em programas da TV, começava ali um caminho de sucesso sendo reconhecido em todo o país. Em 1963 com o lançamento do disco Splish Splash, se transforma num dos mais populares artistas jovens da época. O ano seguinte é marcado pelo lançamento de É Proibido Fumar, cheio de canções que se tornariam clássicos da música brasileira, como “O Calhambeque”.

Com a explosão mundial dos Beatles, o rock estava chegando ao Brasil, manifestando-se através de um movimento que o colocaria pela primeira vez no trono de Rei: a Jovem Guarda, recordista de audiência entre os jovens e um dos maiores sucessos da TV brasileira até hoje. Em novembro de 1965 veio o LP Jovem Guarda, revolucionando a linguagem musical da época através de canções como “Quero que vá tudo pro inferno”, cuja letra era ousada para época.

Tendo a companhia dos amigos e parceiros Erasmo Carlos e Wanderléa na linha de frente da Jovem Guarda, Roberto ditava a moda, inspirando roupas e adereços utilizados pelos jovens brasileiros. Em 1967 a Jovem Guarda atingia seu auge. A dupla Roberto-Erasmo, definitivamente consagrada, popularizava expressões que se tornavam referencia para os jovens. E a fama de Roberto chegava à França, apresentando-se no MIDEM, em Cannes. Seu novo disco, Roberto Carlos em Ritmo de Aventura, traria mais sucessos e proporcionaria sua estreia no cinema no ano seguinte. Impulsionado pelo disco, o filme “Roberto Carlos em Ritmo de Aventura”, de Roberto Farias, estrelado pelo Rei e com participações de Wanderléa e Erasmo, bateu recordes de bilheteria.

Previous Supla vai agitar a Okstonesfest no The Stones Pub
Next O Exemplo Aho