Eventos abrem temporada junina no estado


Foto: PME

Estância e Lagarto celebram festas tradicionais em 31 de maio

O período junino vai começar e com ele as tradicionais festas no estado. Cultura e musicalidade andam juntas no Salva de São João, em Estância, e no Forró do Mastro, em Lagarto. Eventos que iniciam no próximo dia 31 de maio.

Com isso é possível dizer que, entre tantas manifestações culturais, as duas cidades interioranas se adiantam nas comemorações do ciclo junino, cada uma respeitando tradições arraigadas na história e na população de cada município.

SALVA DE SÃO JOÃO

Trata-se de uma espécie de “boas vindas” as festas juninas e que acontece em Estância, cidade tradicionalmente marcada pela alegria e celebrações neste período do ano. “Mais uma vez realizaremos a Salva de São João com foco na garantia de que Estância tem o melhor São João do Brasil”, exalta o prefeito da cidade, Gilson Andrade (PTC).

Na quinta, 31, a festa estanciana tem início às 19h. “Nesse horário sairemos em arrastaão a partir do bairro Butequim, tradicional em termos de festa em nossa cidade. O cortejo segue pelas principais ruas até praça Barão do Rio Branco”, avisa o prefeito, destacando que, além da população local e turistas, o cortejo será enriquecido por manifestações culturais. “Todos os grupos folclóricos de nossa cidade estarão presentes. Será muito bonito para se ver e se divertir”.

Após o cortejo, o forró não terá hora para parar. “Além disso, o cortejo será iluminado pelas espadas. Teremos o tradicional Barco de Fogo. E o melhor: o forró não terá hora para parar. E nem dia, pois, a partir da Salva, teremos festa todos os dias até 30 de junho. Será o “São João Mais Cultural do Brasil”, como o slogan de nossa festa já diz”, finaliza Gilson Andrade.

FORRÓ DO MASTRO

Lagartenses divulgam evento na sede do CINFORM. Foto: Thayná Ferreira

 

Verônica Vieira, organizadora. Foto: Thayná Ferreira

Uma comitiva esteve na sede do CINFORM para divulgar o evento. De acordo com uma das organizadoras, Verônica Vieira, o Forró do Mastro é uma celebração que existe em Lagarto há 21 anos, alusiva à festa da Silibrina. “Vimos que a tradicional Silibrina era realizada na cidade, mas não havia nenhuma comemoração. Então, nós montamos uma equipe. Eu costumo dizer que é uma festa de gregos e troianos, uma festa popular mesmo, do povo, saudando a chegada do São João. Atrai turistas, atrai os lagartenses, os sergipanos, é uma forma de comemoração, para reviver a nossa cultura, uma forma de reviver o passado”, relata.

Cecé de Coração para Coração também faz parte da organização do evento há dois anos. Ela aproveita para convidar os sergipanos para participarem das tradicionais festas na cidade. “Eu fico feliz porque é o segundo ano que participo. O evento mostra que a nossa cidade tem cultura é uma festa maravilhosa, inclusive, além da Festa da Silibrina e do Forró do Mastro temos o Festival da Mandioca, que acontece de 19 a 24, todos estão convidados”, declara.

SILIBRINA

Evento tradicional na Cidade de Lagarto, com 95 anos de existência, a Festa da Silibrina acontece da seguinte maneira: uma árvore é suprimida pelos participantes no dia 27 de maio. Diversas pessoas saem em cortejo em direção à Praça da Antártica até o povoado Limoeiro para plantá-la no fundo do cemitério da cidade, chamado Nossa Senhora da Piedade, no dia 31, à meia noite. Bilhetes com premiações são colocados no mastro, como fogão, máquina fotográfica, sapatos, uma série de brindes. Por fim, o mais corajoso é convidado para tomar uma “cervejinha” na mesa do diabo.

 

Gogo Boys e Drag Queens animam despedidas de solteiro

Caju Bike chega ao fim por falta de interesse da Prefeitura

Previous Homem infarta e espera consulta por mais de um mês no interior
Next Artistas sergipanos se reúnem no Ensaio Secreto