O REI ENCARA O PALHAÇO


BurgerKing e McDonalds, um duelo de amados junk foods

A semana que passou foi marcante pra os profissionais do direito que se reproduziram como Gremlins e para os apreciadores de fast food, afinal, o McDonalds anunciara com trompetes na oferta média que agora o refil da refri tava livre, seguindo a bem sucedida estratégia do Burger King.

E aí começou aquele debatezinho que samba na Convenção de Genebra que existe pra tentar reduzir os efeitos das guerras sobre a população. Foi aí que ousamos perguntar: ‘Se o McDonalds e o Burger King entrassem em guerra, de que lado você ficaria?’. Depois de terem dado a vitória de Melhor Burger de 2017 pro McDonalds, com folga, a vitória era garantida. Foi nada!

Com 3681 ‘combatentes’, o Burger King – com a loja do estacionamento do Jardins caindo aos pedaços – venceu com 54% dos votos. Seria o paternalismo influenciando na defesa do mais fraco. Ou teria o Rei dado uma chapuletada do Palhaço.

Afinal, o que teria feito o BK pra receber tanto carinho colocando de banda o queridinho McDonalds? Bora perguntar a turma!

Para a enfermeira Geiza Graziele, “o sabor, o preço e o tamanho” dão vantagem ao Burger King. Para a jovem Katty Anne Amador, a carne do BK é melhor. E Victória Régia Tarquinio reforça essa percepção: “aquele balde de batata frita e aquela carne com cheiro de churras que o ‘papelão’ do McDonalds não tem”.

Para o profissional de saúde Rômulo Viana, a qualidade da comida do BK é melhor, mas a estrutura e o atendimento do McDonalds são melhores.

Hora de tirar a bunda da cadeira da redação e ir conferir. Com uma balança portátil e uma faca na mão, fomos no mesmo dia e na mesma hora no Burguer King do estacionamento do Jardins, e no McDonalds que fica olhando pra ele.

As duas lojas tem estacionamento, só que a do Burger King, igual a loja por inteiro está aos pedaços. Cadeiras com forro rasgado, piso quebrado, ar-condicionados sem funcionar, letreiro faltando pedaço, jardim destruído e a roupa de alguns atendentes que pareciam tá na boca de uma vaca de tão mastigadas e amassadas.

Ignoramos esse ‘detalhe’, a gente não é caderno de arquitetura… e fomos pro rango. Vamos buscar comparar algo que equivalha. Peão contra peão no xadrez.

Bora de Big King, do Burger King e de Big Mac, do McDonald’s, então.

O Big King realmente tem mais sabor e é mais barato, o Big Mac é mais leve e ganha por seu ambiente mais controlado, limpeza e atendimento padrão. Se você provar os dois ao mesmo tempo vai tomar um susto. Se for na loja do Burger King vai tomar outro.

Previous CINFORMANDO: Gustinho Ribeiro e o direito de escolher seu destino
Next Trânsito em Aracaju será parcialmente para corrida de rua