Com mercado promissor em ascensão, Lagarto comemora 138 anos


Instalação das universidades aqueceu a economia do município

Lagarto vai celebrar seus 138 anos nesta sexta-feira, 20 de abril, e os moradores comemoram o crescimento do município. A prefeitura está organizando uma festa para lembrar a data com uma programação que vai contar com grandes atrações culturais. A educação do município se destaca no estado com as universidades, atrai mais estudantes e aquece a economia.

O município fica distante 75Km de Aracaju e é localizado na região centro-sul, sendo o maior em extensão do interior sergipano com uma população estimada em 2017 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em quase 105 mil habitantes.

Lagarto
“Embora sua história remonte ao século XVI, com a doação do governo português de uma sesmaria ao seu fundador, Antônio Gonçalves de Santomé, Lagarto tornou-se cidade a partir de 20 de abril de 1880. Sua vocação econômica inicial foi a criação de gado e a agricultura de subsistência. Atualmente, sobressai-se um comércio diversificado e intenso, com um ainda incipiente fluxo industrial”, explica o historiador Claudefranklin Monteiro.

O historiador conta que dois grupos políticos comandam o município há 40 anos. “Os grupos começaram a se rivalizar no poder na década de 70 e continuam até hoje. Eles disputam ora pelo domínio econômico, ora pelo populismo, sem grandes novidades que se firmem na preferência do eleitorado.

Os filhos ilustres enriqueceram o município culturalmente. “Lagarto além de ser o berço de grandes intelectuais de renome nacional, tem nas expressões populares, na poesia e nas artes cênicas seu forte, capitaneadas por ações independentes, advindas das novas gerações, ou mesmo a partir da recém-criada Academia Lagartense de Letras”, recorda.

Entre os filhos ilustres de Lagarto estão: Laudelino Freire (membro da Academia Brasileira de Letras), Sílvio Romero (membro da Academia Brasileira de Letras, sendo um dos fundadores), Aníbal Freire (membro da Academia Brasileira de Letras), Joel Silveira (jornalista e escritor) e Diego Costa (jogador de futebol com destaque internacional).

A hidrografia do município é composta pelos rios Vaza-Barris, Piauí, Jacaré, Piauitinga de Cima, Machado e Caiça, pelos riachos Oiti, Pombos, Flexas e Urubutinga. No seu solo, há riquezas minerais como argila, calcário, mármore, enxofre e pedras de revestimento. Sua área de preservação são as piscinas do povoado Brejo e o Balneário Bica. Hoje, há mais de 100 povoados que compõem o município.

Educação
Apesar de ainda ser carente de investimentos na educação básica, Lagarto tornou-se a partir do fim dos anos 90 uma cidade universitária em consolidada ascensão. Atualmente o município conta com sete centros universitários, entre eles um campus da Universidade Federal de Sergipe. O fortalecimento da educação atrai cada vez mais jovens para estudar de morar no município possibilitando a geração de mais empregos e aquecimento da economia.

Em 2008 a cidade de Lagarto recebeu o Prêmio Educação Nota 10, do Instituto Ayrton Senna, devido ao seu importante trabalho na educação, tanto na rede pública quanto particular.

“Com a transformação do município em cidade universitária, Lagarto passou a atrair investimentos em diversos setores, principalmente, em abertura de excelentes estabelecimentos culturais e de lazer na vida noturna. Isso faz com que a sua população nos momentos de folga possa ter boas opções para diversão”, vibra o estudante João Paulo.

O baiano Rafael Prado se mudou para Lagarto em 2011 para realizar o sonho de se formar em administração. Gostou tanto que resolveu ficar no município. “Sempre quis estudar administração e encontrei aqui esta oportunidade. Me formei em 2015 e acabei ficando. Estou gerenciando uma empresa de bebidas e estou muito feliz em morar aqui”, orgulha-se.

Mercado promissor
Se destaca nas atividades econômicas de Lagarto o cultivo de tabaco que é industrializado e comercializado para outros estados, além disso das plantações cítricas, feijão, laranja e mandioca, e criação de bovinos, equinos, ovinos e suínos.

Com a cidade universitária, empresários passaram a investir em casas de shows, restaurantes e bares para oferecer entretenimento ao público jovem.

Jakson Moura observou a ascensão neste setor e decidiu sair de Aracaju e se mudar para Lagarto para abrir um restaurante de comida japonesa. “Escolhi Lagarto porque é uma cidade muito promissora, onde podemos encontrar várias indústrias consolidadas e em expansão por parte das universidades. É uma cidade com moradores de alto poder aquisitivo, que com o passar dos anos vem crescendo e se desenvolvendo cada vez mais”, reconhece.

O empresário disse que em pouco tempo, o Jack Lounge passou a ser o point dos estudantes. “Os universitários adoram o local para comer e se divertir. É considerado o melhor bistrô e sushi da cidade. Lagarto é uma ótima cidade para se morar por ser tranquila, porém desenvolvida, onde tudo é mais perto, não há engarrafamentos e com ótimo custo de vida”, comemora.

“Nasci em Lagarto e fazendo uma comparação com os últimos 20 anos reconheço que houve uma grande evolução e melhorias na política e economia que fizeram com que morar na cidade se tornasse uma experiência para os meus conterrâneos e moradores vindos dos diversos estados do país como um lugar preparado para proporcionar o atendimento das demandas de sua população”, elogia João Paulo.

Turismo
Além das casas de shows e barzinhos, quem mora ou visita Lagarto tem opções de turismo no município para se divertir. Os principais pontos são: Barragem Dionízio de Araújo Machado e a orla da barragem, a Praça Dr. Filomeno Hora, Pedra da Arara, Cachoeira do Saboeiro (Povoado Mariquita), Fazenda Bonfim (Rio do Cristo), Fazenda Boa Vista da Cajazeira (por seu imponente casarão do século XIX em estilo colonial), Rios locais e o Santuário Mariano de Nossa Senhora da Piedade (onde existe uma imagem de La Pietá, que igual só há na Espanha, coroada com autorização de Sua Santidade o Papa João Paulo II).

Existem ainda no município festas anuais que fazem parte do calendário festivo do estado, entre elas: LaGospel Music, Lagarto Folia, Silibrina (uma das mais tradicionais do Nordeste, com mais de 80 anos de tradição), Festival da Mandioca, Vaquejada de Lagarto, Exposição Agropecuária de Lagarto (Expo Lagarto), Festa da Padroeira, Forroreta, Madereta, os tradicionais Natais dos Povoados.

Programação festiva
A Prefeitura Municipal de Lagarto divulgou através da Secretaria da Cultura a programação que vai celebrar o aniversário da cidade. A festa será realizada entre os dias 17 e 21 de abril.

A programação começa na terça-feira com Encontro Cultural com apresentações folclóricas e segue até o sábado com palestras, seminários, shows, arrastões e será encerrada com a ‘XXV Corrida Rústica’.

Previous Aracaju recebe mais uma edição do Arraiá do Aviões
Next Imposto de Renda: contadores tiram as principais dúvidas dos contribuintes na hora de fazer a declaração