Alô dono do bar … o Devinho Novaes está estourado


Fenômeno da sofrência comemora sucesso e planeja fazer carreira internacional

O cantor Devinho Novaes, de 21 anos, conquistou o Brasil com o hit “Alô dono do bar” que foi a música mais tocada no verão no Nordeste e segue lançando sucessos e planejando construir uma carreira internacional. A paixão sergipano pela música começou cedo e aos 9 anos ele participou do programa Tolerância Zero, da TV Atalaia, e ganhou um cavaquinho do apresentador Bareta.

“Mandei uma carta e fui selecionado. Fiquei muito feliz e comecei a aprender a tocar cavaquinho. Ganhei uma bolsa para aprender a tocar violão e depois teclado. Fui aprendendo e comecei a gravar CDs em casa mesmo e vendia para os vizinhos Eu era conhecido como ‘Devisson do Cavaco’ mas o sucesso mesmo chegou no ano passado”, recorda.

A carreira profissional começou no segundo semestre de 2017 e logo Devinho Novaes gravou seu maior sucesso e foi batizado como ‘Boyzinho’. “Tudo começou de forma profissional quando conheci M10 e Eduardo. Foi por causa deles que eu gravei meu primeiro CD com os hits ‘Como a culpa é minha’ e ‘Alô dono do bar’. Tudo passou a acontecer muito rápido a partir daí”, vibra.

Sucesso nacional
O Wesley Safadão foi um dos primeiros cantores que conheceu o trabalho do Devinho e inseriu uma música no seu repertório. “Sempre tive o Safadão como uma referência e fiquei muito feliz. Ele é um cara sensacional e humilde, fiquei ainda mais fã dele. Em seguida ele me convidou para gravar o clipe de ‘Alô dono do bar’ com ele e a música estourou de vez. Depois surgiram outras e percebi que a carreira decolou”, orgulha-se.

Em seguida Devinho participou com Wesley Safadão do programa A Hora do Faro na Record TV. “Sempre quis apresentar meu trabalho em um programa em rede nacional e foi maravilhoso. Ganhei mais respeito e carinho das pessoas. Grandes cantores começaram a cantar as minhas músicas e fiquei muito honrado”.

A agenda de shows do aracajuano que nasceu no Bairro Santo Antônio ficou lotada e ele faz mais de 30 shows por mês. “Me dei conta que deu certo quando eu passei a ser reconhecido na rua e vi minha rede social ganhar força. Tenho mais de 500 mil seguidores e comecei a ter noção do que estava acontecendo. Mas quando meu som começou a tocar nos paredões, aí sim eu tive mais certeza que tudo que eu estava vivendo era real. É o meu trabalho ali, sendo tocado para multidões. Fiz uma turnê em São Paulo e o público foi muito carinhoso, os ingressos esgotaram”.

Planos para o futuro
A avó do Devinho, Dona Lourdes, é uma das compositoras das canções dele. “Minha avó é a mulher da minha vida. Sou muito grato a Deus, depois a minha avó e também ao Amado Batista e Unha Pintada me são minhas inspirações. Nada que eu disser vai ser suficiente para demonstrar o que eu ainda sinto com tudo que está acontecendo. Gratidão é a palavra que me guia. Além da minha avó tenho os parceiros compositores Kinho Chefão e André Black, que se tornaram grandes amigos”.

Os hits de Devinho foram sucesso no carnaval deste ano e foram as músicas mais tocadas nas festas do verão nordestino. Entre os artistas que cantaram as suas músicas estão: Xand Avião, Solange Almeida, Claudia Leitte, Ivete Sangalo, Bell Marques, Aline Rosa, Tomate, Simone e Simária, Maiara e Maraísa, Calcinha Preta, Marlus Viana, Silvânia e Paulinha, Gabriel Diniz, Márcia Felipe. Pablo, Silvano Sales e Tairone.

Questionado sobre os planos para o futuro, Devinho faz mistério sobre as especulações de uma parceria com a Marília Mendonça. “Quem sabe, né? Por enquanto vou deixar vocês na curiosidade. Marília é uma grande parceira da nossa produtora e talvez venha coisa boa por aí. Mas adianto que quero fazer show no exterior e ter meu som reconhecido no mundo inteiro”, planeja.

Previous De saída: veja quem já confirmou pré-candidatura nas Eleições 2018
Next No Dia do Jornalista, comunicadores alertam como fugir das fake news