Uma fábrica de boas massas já recebe operários. É o Brasil que vai pra frente!


Gnocchi à bolonhesa

Operários, uni-vos. A Fábrica chegou pra dar respostas àquela pergunta via direct que sempre aparece: ‘ô Tac, onde é que eu como uma massinha boa em Aracaju?’.

A Fábrica é uma casa de massas frescas, mas que também trabalha com antepastos, molhos, sanduíches feitos com a focaccia da casa pra você que quer comida boa pra ‘viagem’.

Óbvio que com um nome desses tudo haveria de ser feito lá. E são! Produzidas pelo chef Lucas Montes, leia-se Juca’s, e ex-Pandoro e Hotel Celi, a gente teve lá provando.

A Fábrica: força sindical e comida boa
Cheesecake (Arlen Rodrigues/Gueto)

O gnocchi à bolonhesa que parecia uma nuvenzinha na boca, muito equilibrado, saboroso, no tamanho certo. O molho bolonhesa parecia um ragu, mais desfiado, sem característica de carne moída. Uma delícia. De sobremesa, cheesecake de morango.

A cara do lugar, dada pela arquiteta argentina Paula Dunel, deve atrair um público dos 30 para cima. Tem cara de cantina de fábrica mesmo.

Vale a visita.

 

Balcão interno pros ‘operários’

SERVIÇO
Onde: Rua Ananias Azevedo, Sala 7, Galeria Pier Sul
Preço: o gnocchi foi R$ 25, – cheesecake, R$ 14,
Coisa boa: acompanha focaccia.
Coisa ruim: por enquanto, há pouca sombra na calçada na hora do almoço. Mas já tá chegando um toldo segundo Ricardo Leó, um dos sócios da casa.
Como pagar: dinheiro ou cartões
Estacionamento: aí depende
Funcionamento: segunda à sábado, das 12h às 20h

Previous STF julga habeas corpus de Lula
Next Vacina de Febre Amarela é recomendada para todo Brasil