MST ocupa Usina de Xingó


Na manhã desta terça, manifestantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais sem Terra ( MST) ocuparam as instalações da Usina Hidrelétrica de Xingó, em Canindé do São Francisco. A atividade é parte da  jornada nacional pelo direito à água organizada pelo movimento.

Cerca de 300 mulheres assentadas que ocupam a portaria da Usina t residem no perímetro irrigado do Jacaré Curituba. Elas reivindicam uma audiência com a superintendência da Companhia de Desenvolvimento do Vale do São Francisco (Codevasf) e do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra).

Elas também que a audiência seja realizada com a presença do procurador federal Ramiro Rockenbach, a fim de documentar a informação sobre a responsabilidade de gestão do perímetro irrigado Jacaré Curituba.

Com informações do MST

Previous Até logo, Marielle: relato de uma vigília em Aracaju
Next Realidade das lojas virtuais