Estacionamentos em Aracaju: preços estão pela “hora da morte”


Foto: Arthur Leite/Arquivo Cinform

Discussão sobre valores chegou até a Câmara de Vereadores e deve movimentar ações junto ao Procon

Quem não já precisou estacionar no centro de Aracaju e, diante da falta de vagas nas vias públicas, optou por um estacionamento privado? Portanto, os preços desses mesmos estacionamentos interessam diretamente a coletividade. Essa foi a lógica utilizada pelo vereador Jason Neto (PDT).

O parlamentar voltou a tratar na Câmara Municipal de Aracaju (CMA) sobre os valores cobrados pelos estacionamentos particulares. “Os estacionamentos em Aracaju cobram preços extorsivos”, disse Jason.

Jason Neto: “os estacionamentos em Aracaju cobram preços extorsivos”

Jason, inclusive, já buscou o Procon/Aracaju para esclarecimentos sobre o tema. Em reunião, o vereador disse que a diretoria do órgão, nesse caso específico, está impedida de exigir a aplicação da lei 4.450/2013 por uma liminar em favor dos proprietários de estacionamentos.

“A lei estabelece que os estacionamentos fixem os preços em locais visíveis e adotem sistema de cobrança fracionada da tarifa, mas a cobrança fracionada não vem sendo respeitada”, afirma o parlamentar.

“Se você passar um minuto ou quatro horas o valor é o mesmo, uma média de oito reais”, explicou o vereador. Jason anunciou que irá averiguar junto a Procuradoria Geral do Município (PGM) e ao Ministério Público Estadual (MPE) quais as medidas jurídicas possíveis e cabíveis.

Com informações da Assessoria Parlamentar

Três linhas de ônibus novas começam a circular por Aracaju

Previous OAB relata ao STF caos nos presídios sergipanos
Next Uçá avança e sergipano deve beber cerveja fresca