Aracaju tem a orla mais bonita do Brasil


Orla de Atalaia é um dos principais pontos turísticos da capital

Sou baiano e conheci Aracaju durante uma excursão no verão de 1997. Foi amor à primeira vista. Visitei os principais pontos turísticos da cidade, mas fiquei encantado pela beleza da Orla de Atalaia que, não à toa, é considerada a orla mais bonita do Brasil e é também um dos mais belos cartões postais da capital. Em 2001 me mudei para Aracaju e comecei a aproveitar o local com mais intensidade.
A orla é acolhedora e oferece ao sergipano e turista diversas opções de lazer. O local é excelente para praticar esportes e conta com quadras de tênis, quadras poliesportivas e de areia, a maior pista de skate pública do país, aparelhos com vaporizadores de água para banhistas e esportistas, área de ginástica, ciclovia, parede de escaladas, parques infantis, kartódromo e pista de cooper.

Os lagos reúnem casais, amigos e familiares que se divertem nas áreas para piqueniques, praticando atividades físicas, usufruindo dos pedalinhos e apreciando o pôr do sol. A praças de eventos da orla sempre oferecem alguma programação cultural e atrai uma multidão. A orla conta ainda com estátuas, arcos, centro de artesanato, oceanário, dezenas de bares e restaurantes e a praia mais famosa de Sergipe.

Passei a frequentar a orla pelo menos uma vez por semana. Sempre combino com amigos para bater papo, comer e aproveitar a programação cultural. Sinto o maior orgulho quando levo algum turista para passear na orla.

Praia de Atalaia
A praia é uma das mais famosas do Nordeste e representa Sergipe através do cartão postal na Praça dos Arcos. Para chegar às águas da praia é necessário caminhar um pouco, porque a extensão de areia até a água é grande. A praia fica em uma região plana e isso é muito bom para as famílias que não precisam se preocupar tanto com os filhos pequenos na hora de brincar nas águas do mar, que não têm ondas fortes.

A praia possui uma beleza natural, de água quente, limpa e muito calma, ideal para o banho e para prática de esporte, devido a sua grande faixa de areia firme.  O primeiro arco foi construído na fundação da orla e é feito de concreto, revestido com pastilhas azuis, com mais de 10m de altura. Hoje são quatro os arcos, cada um representando uma fase da construção da orla.

Monumentos
Ao lado dos arcos tem o Monumento aos Formadores de Nacionalidade, que foi construído para homenagear as personalidades da história brasileira. As estátuas de bronze estão representando Joaquim José da Silva Xavier, Zumbi dos Palmares, Dom Pedro II, José Bonifácio de Andrade e Silva, Joaquim Nabuco, Princesa Isabel, Duque de Caxias, Barão do Rio Branco, Getúlio Vargas e Juscelino Kubitschek.

O Espaço de Convivência Cultural fica perto da Praça dos Arcos e faz um resgate da cultura sergipana valorizando personalidades.
No local estão esculturas em bronze homenageando Gumercindo de Araújo Bessa, João Batista Fernandes, Tobias Barreto, Silvio Romero, José Calasans, Fernando Pessoa, João Ribeiro e Horácio Hora.

Artesanato
A Feita do Turista é o espaço mais frequentado e oferece artesanato, comidas típicas e música nordestina. O ambiente é ideal para o turista se divertir e levar uma lembrancinha de Sergipe.

O Centro Cultural José Inácio é uma versão mais sofisticada dos artesanatos locais, além de ser palco para feiras culturais e apresentações. As lojas comercializam os trabalhos assinados pelos principais artistas do estado, onde são vendidas esculturas, quadros, objetos de decoração, almofadas, artigos de cozinha, chapéus, redes e rendas.

A Passarela do Artesão fica atrás da pista de skate e também oferece diversas opções de artesanato com obras de artesãs do interior. Outras diversas barracas estão montadas nas calçadas.

Oceanário
O Oceanário de Aracaju, que é comandado pelo Projeto Tamar, é o primeiro do Nordeste e o quinto do Brasil. Seu formato é de uma tartaruga gigante com 1.700 m² de área construída, abriga 18 aquários, sendo 12 de água salgada e 6 de água doce, um tanque de filhotes de tartarugas, um tanque de tartarugas adultas, um tanque de tubarões e um tanque interativo.

E é no tanque interativo que os visitantes, acompanhados de biólogos, alimentam os peixes e tubarões e interagem com as tartarugas.
Uma curiosidade do lugar é o Submarino Amarelo, onde é possível conhecer animais que vivem bem ao fundo do mar (a mais de 2.000m), muitos nem mesmo conhecidos pelos biólogos nacionais e internacionais. O Submarino é todo escuro e muito gelado, para manter o ambiente natural desses “estranhos” animais. A visita não ocorre toda hora e nem todos os dias, para não estressar os animais.

E o momento mais mágico deste local é a soltura dos filhotes das tartarugas ao mar. Isso ocorre apenas no primeiro sábado do mês, sempre às 17h, durante a temporada reprodutiva (setembro a março). Fora dessa temporada, as solturas são realizadas de acordo com o nascimento dos ninhos esporádicos.

O projeto abre diariamente, segunda das 10h às 21h e terça a domingo das 9h às 21h. Horário especial na temporada (dezembro a fevereiro e julho) todos os dias das 9h às 21h. O valor dos Ingressos: Inteira: R$ 16 e R$ 8 (meia).

Passarela do Caranguejo
No fim da orla fica a Passarela do Caranguejo, onde concentra-se uma variedade de restaurantes e bares badalados. Como o próprio nome diz, o caranguejo é o carro-chefe da cidade. Tem caranguejo empanado, ensopado, grelhado, gratinado e mais uma infinidade para saboreá-los, mas o mais gostoso é o tradicional, aquele que vem com um martelinho e uma tábua que você tem que quebrar. Essa é a terapia do povo sergipano.

Na passarela encontra-se outro cartão postal da cidade, o monumento do maior caranguejo do Nordeste. Uma foto com o gigante crustáceo é obrigatória para os turistas.

E sabe o que é o melhor de tudo isso? Há muita segurança no local. Policiais presentes a cada esquina? Nada disso! Na orla há a Delegacia de Turismo e a instalação de câmeras ao longo da avenida, que protege os cidadãos.

Enfim, para mim o lugar mais bonito e acolhedor que representa Aracaju é a Orla de Atalaia. Na semana passada foi aniversário da minha mãe, Nolai Navarro, e escolhi a orla para levar ela para comemorar o dia especial. Almoçamos em um restaurante e depois fizemos caminhada no calçadão, comtemplamos o pôr do sol nos lagos e ainda aproveitamos o trio pé-de-serra na Feira do Turista.

Em 2016 recebi o título de Cidadão Aracajuano e me orgulho muito de viver nesta cidade linda que escolhi. Parabenizo Aracaju e todos que moram aqui pelos 163 anos de nascimento.

Previous Vacina de Febre Amarela é recomendada para todo Brasil
Next Filho do prefeito de Lagarto é pré-candidato a deputado estadual