Marido mata mulher, vai a velório e confessa crime, no interior da Bahia


Antes de confessar o assassinato da esposa motivado por ciúmes, Adilson Prado Lima Júnior, participou do velório de Daiane Reis Mota, que tinha 25 anos e estava grávida de quase 9 meses. De acordo com a família de Daiane, o marido da jovem fingiu estar comovido com a morte da mulher e da filha.

A jovem foi encontrada morta nesse domingo (17), em Serrinha, na Bahia, e sepultada na segunda-feira (19). O parto da jovem estava marcado para a mesma data. O bebê que ela esperava não sobreviveu.

Segundo a Polícia Civil, inicialmente, o assassino confesso denunciou um falso desaparecimento de Daiane à polícia e participou das buscas pela gestante. Após cair em contradição, o autor do crime confessou ter matado a mãe do seu filho com um tiro na nuca.

Adilson Prado Lima Júnior foi preso no fim da tarde do domingo. Ele foi indiciado pelo crime de feminicídio e também será responsabilizado pela morte do bebê.

CRIME

A polícia aponta que Adilson Prado matou a mulher com um tiro na nuca, na tarde do sábado (16), depois de ter chamado Daiane para comprar um terreno. O corpo de Daiane foi encontrado em um matagal no povoado e Murici, na manhã do domingo.

Ciclistas que faziam trilhas no local viram a jovem morta e acionaram a polícia. O suspeito também afirmou que escondeu o celular da vítima para dificultar a identificação do corpo.

REDES SOCIAIS

Nas redes sociais, Daiane Reis postava declarações de amor para Adilson e em algumas fotos eles aparecem comemorando a gravidez. Nas fotos, mensagens de tristeza e indignação com o caso.

FEMINICÍDIO

É uma tipificação do crime de homicídio qualificado e se caracteriza pelo assassinato de uma mulher pelo fato dela ser mulher, em decorrência da violência doméstica, ou pela dominação do homem sobre a mulher. Em última instância, o feminicídio significa o controle sobre a vida e a morte.

A pena para um crime de homicídio é de 6 a 20 anos. No caso do homicídio qualificado, incluindo o feminicídio, a pena vai de 12 a 30 anos. A pena é aumentada em até um terço, se for cometido na frente de menores de 14 anos.

Previous Presidente do Banco Central recebe denúncia de políticos contra Banese
Next Pastel da Jane vence mais uma