Jovem morre após uso de droga sintética em festa rave no Mosqueiro


N-etilpentilona é um novo tipo de droga sintética que está matando jovens que fazem uso da substância proibida, principalmente em festa rave. Foi o que aconteceu em Aracaju, no bairro Mosqueiro, com o jovem Carlos Henrique Santa Oliveira, 32. O exame toxicológico sobre a morte de Henrique confirmou o uso da droga e foi divulgado pela Secretaria de Segurança Pública.Os laudos foram realizados na Universidade Estadual de Campinas-SP (Unicamp).

Carlos Henrique participou da festa rave, onde a droga foi vendida e distribuída entre os participantes. O comprimido, semelhante ao ecstasy, tem como base a substância , que foi responsável por fazer Henrique passar mal e morrer após a festa. A N-etilpentilona, tem efeito imediato, segundo jovens que consumiram e foram parar em pronto socorro.

O perito responsável por coordenar o laudo, Ricardo Leal, já encaminhou o laudo para o Instituto Médico Legal (IML), e a delegada responsável pela investigação do caso já informou que concluirá o inquérito nos próximos dez dias.

João Alves, Machado, Calumby e 23 “fantasmas” são réus por peculato

CRISE: Federação denuncia Banese e o Estado por retenção de ICMS

 

Previous Polícia apreende 42 tabletes de maconha no Conjunto Jardim
Next Ex-vereador Agamenon Sobral e seus três irmãos "fantasmas" são réus por peculato