Consumidor está com medo de fazer compras no Centro


PM realiza Operação Natal Seguro entre dezembro e janeiro

 

 Os dez homicídios registrados nas proximidades do Terminal Rodoviário Luiz Garcia (a Rodoviária Velha) deixaram comerciantes da região central da capital com medo. Os consumidores também estão muito assustados com a violência no comércio de Aracaju. Apesar da Polícia Militar de Sergipe estar realizando a Operação Comércio Seguro no Centro, no Siqueira Campos e na 13 de julho, e na cidade de Nossa Senhora do Socorro, o receio de ser assaltado está afastando os clientes das lojas.

A gerente de loja Renata Maze se diz amedrontada quando chega o final do expediente. “Quando dá 18h eu já quero fechar a loja com medo de alguma briga ou alguma coisa que venha a acontecer e colocar os nossos funcionários e clientes em risco”, desabafa. Ainda segundo ela, muitas pessoas estão com medo de fazer compras na região da Rodoviária Velha por causa das mortes que aconteceram no local. “As pessoas vêm, mas com receio de que aconteça algo”, completa.

Para os frequentadores, quanto mais policiais forem alocados naquela região melhor, como comenta a costureira Elvira Rocha. “Quando acontece algo impactante como aqueles assassinatos, parece que o local fica mais visado e os delinquentes amenizam um pouco. Mas, nessa época, todo policiamento se faz necessário”, comenta.

Renata diz que sempre vê policiais na região próxima ao Terminal Rodoviário Luiz Garcia, mas pede que mais policiais atuem no centro da cidade para inibir a ação de criminosos e para que as pessoas se sintam mais seguras ao trafegarem pelo local. “Eu sempre vejo policiais por aqui, até mesmo a cavalaria, mas seria bom se houvesse um policiamento ainda maior para que as pessoas se sintam seguras para vir ao centro e que os criminosos sintam medo de agir”, comenta.

O professor Juliano Beck acredita que se as ocupações no Centro, em especial à noite, fossem mais frequentes, talvez levasse a um investimento e policiamento ainda maior naquela região. “De uns tempos para cá uma parte da juventude mais engajada faz a ‘ocupação do Centro’. Porém, é algo que ocorre poucas vezes por mês e tem data marcada, não sendo uma ocupação de fato, se restringe a um e outro evento. Assim, o centro continua abandonado e a sensação é de maior insegurança a cada ano que passa”.

Para evitar que a violência permaneça no Centro o Comandante do Policiamento da Capital, Tenente-Coronel Vivaldy Cabral, revelou que houve aumento no número de policiais na região por conta da grande circulação de pessoas nesta época do ano. Esse aumento, segundo Cabral, já reflete na diminuição de roubos e furtos de celulares e veículos no Centro.

“A Operação Comércio Seguro reforça as áreas dos calçadões, terminais de ônibus e o entorno da área comercial do Centro. Esse trabalho vai ter continuidade até a primeira quinzena de janeiro, mas já percebemos diminuições em alguns índices, como roubos e furtos, que são mais comuns nessa época do ano”, afirma.

 

MAIOR ATENÇÃO

O Tenente-Coronel Vivaldy recomenda que as pessoas tenham mais atenção ao circularem pelo Centro. “A recomendação que nós fazemos é que as pessoas fiquem mais atentas, principalmente, quando circularem pelos calçadões e áreas mais populosas com celulares, bolsas e compras. Que elas evitem ostentar bens, como celulares, e quando forem realizar saques nos caixas eletrônicos, eles devem ser em pequenas quantidades e acompanhados para inibir a ação de pessoas que porventura querem fazer algum tipo de ação”, recomenda.

POLICIAMENTO REFORÇADO

A reportagem do CINFORM foi às ruas do Centro e atestou o posicionamento de duas vans da PM no calçadão da Rua Laranjeiras e no trecho da Rua João Pessoa próximo à Praça General Valadão, além do ônibus instalado 24h na Rua São Cristóvão e da viatura na Praça João XXIII.

O Comandante do Policiamento da Capital explica ainda que, além dos policiais do 8º Batalhão (responsável pela área), homens do Grupamento Especial Tático de Motos (Getam) e da Rádio Patrulha dão apoio nas áreas mais afastadas do centro.

Segundo a Secretária de Segurança Pública (SSP), no sábado (9), uma equipe da Rádio Patrulha apreendeu nove adolescentes que estavam fazendo um arrastão na região do Calçadão da Rua João Pessoa. Com eles foram apreendidas duas caixas de som, quatro camisas, uma bermuda, seis relógios, três celulares, dentre outros objetos.

AUMENTO NAS VENDAS NO COMÉRCIO

Segundo o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Aracaju, Brenno Barreto, há uma expectativa de crescimento nas vendas do comércio neste final de ano que pode chegar a 5%, principalmente nos setores de vestuário, calçados e eletroeletrônicos. “A expectativa que nós temos para este final de ano, em comparação com o ano passado, é de um aumento de 5% nas vendas”, comenta.

Ainda segundo ele, isso se deve à injeção do 13º salário na economia, além do dinheiro proveniente das contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e do PIS/PASEP, liberados ao longo do ano.

Previous Quadrilha que roubava bancos e carros fortes foi desartiulada
Next Mori já pode pedir música no Fantástico