Canindé não paga 13º. e servidores mantém greve no serviço público


A gratificação natalina que deve ser paga aos servidores até o dia 20 de dezembro não tem dia certo para o servidor da prefeitura de Canindé do São Francisco receber. Eles paralisaram as atividades há 43 dias e permanecem acampados na sede da Secretaria Municipal de Finanças.

O prefeito de Canindé Ednaldo Vieira (PP) teria prometido pagar o 13º salário integral apenas dos servidores da saúde, que trabalham com atenção básica, e os demais receberiam 50% do valor e a outra metade no dia 19 de janeiro. A proposta foi recusada pelos servidores e o sindicato que representa a categoria, Emanuel Aleixo disse que não há possibilidade de fazer acordo renunciando direitos.

A greve está mantido e apenas 40% do efetivo da rede de saúde está trabalhando para garantir o atendimento de urgência e emergência, o que assegura a legalidade do movimento de paralisação. “Nós vamos prosseguir na luta até o prefeito resolver a situação. Não podemos admitir que o município de Canindé não honre seus compromissos com o conjunto dos servidores que mantém a prefeitura funcionando”,

O atraso no pagamento do 13º salário e a mudança de calendário da folha dos servidores, é porque houve um aumento considerável em R$ 500 mil. “Estamos fazendo o possível para regularização essa situação e colocar em dia todas as obrigações, disse o prefeito Ednaldo da Farmácia, que está esperançoso em quitar a gratificação natalina nos próximos dias. “Estou estudando com o secretário municipal da fazenda a possibilidade de regularizar o pagamento e anunciar o calendário da folha em 2018”, concluiu.

Ambulantes dificultam passagem de quem circula pelo Terminal do Centro

Salário mínimo será de R$ 954 a partir de 1° de janeiro

Previous Ambulantes dificultam passagem de quem circula pelo Terminal do Centro
Next Justiça proíbe acampamento do MST no dia do julgamento de Lula em Porto Alegre