Tempero de Sítio sem sair da cidade


A brisa que falta agora enquanto você esse texto, sobra no Terêncio. Sentados em um das mesas de madeira de jaqueira, olhando pra piscina, o som do vento que dá nas folhas é o toque de recolher do estresse pra chegada da tranquilidade. A coluna relaxa, o chinelo solta do pé, umas galinhas já podem ser vistas pra um lado, uns capões pro outro… as crianças deixando smartphones e iPads na mesa pra ir brincar…? Peraí. Tem algo diferente aqui.

Celular? só pra tirar essa foto e chamar os amigos.

‘Ei, o Terêncio não é aquele sítio que acontece a Odontofantasy?’. Exatamente. Mas o sistema de quota de agito parou dia 8 de outubro, o resto do ano é esse oásis relaxamento que a gente só conhece quando a curiosidade é acesa pela placa que tem na beira do lago ‘pirão de capão’ e faz a gente adentrar o sítio.

De cardápio na mão, vamos às entradas: tem carpaccio, bode crocante com queijo, camarão salteado, tem uns cadinhos diferentes. Provamos um de cordeiro com abóbora, um cuidadinho pra gente ter uma amostra da cozinha.

Caldinho de cordeiro e abóbora
Picanha na brasa e o ‘aquário’ de pimenta

Dunga, o garçom que desfila espetos como no Ferreiro, convida a esse ‘menu-degustação’ dos cordeiros criados pelo Terêncio. Primeiro o pernil, a faca deslizou na peça que tava no espeto já dizendo ‘nem precisa de dente’. Temperado com ervas, alho, não tirou o sabor da carne.

Ele corta, e marca um X no papel. Só pagarás pelo que provar. E por aí a gente vai provando carne de sol de cordeiro, picanha de cordeiro, linguiça de cordeiro, paleta… e um contra-filé de cordeiro mais gostoso que beijo de prima. A farofinha e o vinagrete vai acompanhando.

Já satisfeitos, vamos pedir um prato pra dividir e conhecer a linha além-brasa da cozinha: Cordeiro ao Vinho Tinto, com arroz primavera e legumes. O garçom convida para o salão com ar-condicionado, mas quem quer sair daquela mesa que já faz parte da gente?!

Volteremos pra provar o tropical salmão com molho de manga, o filé ao molho de gorgonzola, o robalo com camarão… a galinha ao molho pardo. E vou levar minha rede pra pendurar lá.

Na Rodovia dos Náufragos, um refúgio.

Da cozinha também saem pratos kids, risotos, e sobremesas.

O Tempero do Sítio faz do Sítio Terêncio um lugar pra viver sem pressa.

 

SERVIÇO
Onde fica: Rodovia dos Náufragos, Mosqueiro. Aracaju
Quanto: Caldinho de cordeiro, R$ 14; Caipirosca, R$ 12; Cordeiro ao vinho, R$ 48,
Coisa boa: o aquário de pimenta caseira
Outra coisa muito boa: se Terêncio, o próprio, tiver por lá… bater papo com ele. Gente boníssima.
Coisa ruim: esquece a roupa de banho das crianças
Estacionamento: facílimo
Funcionamento: sexta, sábado e domingo, no almoço
Pra pagar: dinheiro e cartões

Previous Ataque a Nova Iorque. Halloween sangrento com oito mortes
Next Confraternização marca 3ª edição do treino ‘Jornalistas que correm’