Saúde faz propaganda enganosa de veículos ‘novos’ do Samu já com 5 anos de uso


A campanha publicitária do Governo do Estado anunciando a aquisição de novas ambulâncias para servir ao Samu e ajudar a salvar muitas vidas, não passou de uma peça teatral mal elaborada e facilmente desmascarada. As constantes entrevistas concedidas pelo secretário Almeida Lima, divulgando a chegada das novas ambulâncias e propalando a chegada de um novo tempo na Saúde Pública também caíram por terra.

Na semana passada, descobriu-se que as ambulâncias alugadas não eram novas e todas foram plotadas para parecer “zero KM”. Até os servidores que trabalham diretamente e prestam serviço para o Samu decidiram colaborar, denunciando a farsa e relatando a verdade através de registro fotográfico.

O caso será apurado pela Promotoria Especializada da Saúde e os contratos de locação dos veículos também serão anexados à denúncia. O gestor público que informar que contratou um serviço com veículos novos, quando na verdade se tratam de viaturas com cinco anos de uso, está praticando ato contrário ao Princípio da Publicidade.

Quanto à locação de veículos indicados como novos e que, na verdade, seriam veículos usados, o preço pago pode estar acima do de mercado na medida em que estão sendo locados veículos muito usados como se fossem novos, que possuem outra cotação de preços, o que por si só configuraria improbidade administrativa.

A Secretaria de Estado Saúde foi procurada pela reportagem do CINFORM que, no entanto, não atendeu aos repórteres. A Assessoria de Comunicação também não se pronunciou em nome do secretário Almeida Lima. O CINFORM está com espaço aberto para os possíveis esclarecimentos e pretende investigar, já nesta semana, a licitação pública que resultou na contratação dos serviços de locação destes veículos.

CINFORM flagra servidor da Emsurb cobrando taxa ilegal no cemitério São João Batista

 

Previous CINFORM flagra servidor da Emsurb cobrando taxa ilegal no cemitério São João Batista
Next Prédio da Câmara de Vereadores ameaçado de desabamento