Padrasto estupra enteada de 3 anos e culpa “espírito de Exu”


Um padrasto que abusou sexualmente de enteada, de 3 anos, em Estrutural (DF), disse que não deveria ser preso porque, foi “EXU” que tomou seu corpo e estuprou a criança.

O  maníaco disse que após ter manifestado uma entidade espiritual nomeada ‘Exu das almas preciosas’, seu corpo foi tomado pelo desejo de abusar da enteada. Depois do crime ele revelou na polícia que não lembrava de nada.

De acordo com o jornal ‘Extra’, o homem disse que teria sido influenciado pela entidade e que não se lembra do abuso. O crime ocorreu na residência da criança, após um culto evangélico.

Como a polícia não prende espíritos e o Código de Processo Penal não admite que manifestações espirituais sejam denunciadas em ação criminal, o padrasto foi preso e indiciado após a realização de exames médicos, perícia e depoimentos de testemunhas.

O homem está preso na carceragem da Polícia Civil do Distrito Federal, onde fica à disposição da Justiça.

Saúde reforma prédio do Mistão, mas
devolução de verba da obra não é garantida

Mais de 600 pacientes esperam por intervenções no Hospital Cirurgia

Previous Celulares, armas e drogas são apreendidos no Copemcan
Next Final de semana violento: 14 homicídios foram registrados