Famílias são despejadas de conjunto habitacional em Malhador


Foi cumprido mandado judicial na Ocupação Bela Vista, pela reintegração de posse atendendo ação movida pela Prefeitura de Malhador contra as 40 famílias que ocuparam irregularmente os imóveis que ainda estão em construção no Conjunto João Alves de Araújo naquele município. A Polícia Militar fez a retirada das famílias.

A Defensoria Pública do Estado fez o acompanhamento da retirada das famílias do local, visando assegurar os direitos e a integridade dos despejados e, informou que o deslocamento das famílias ocorreu com tranquilidade.

Todos foram levados para uma quadra esportiva mantida pela Prefeitura de Malhador, segundo informações de Jack Correia, dirigente estadual do Movimento Organizado dos Trabalhadores Urbanos (Motu). Apesar disso, as famílias não estão satisfeitas e já avisaram que farão uma manifestação em uma praça da cidade, nas proximidades da residência da prefeita Elayne Oliveira de Araújo (PSB).

SEM CASAS

Correia explicou que a empresa contratada para a construção de 100 casas populares, largou a obra e a prefeitura nada fez para mudar o quadro.  No dia 12 de maio deste ano, as 40 famílias que estavam pagando aluguel, conforme o líder do Motu, tomaram a iniciativa de ocupar os imóveis inacabados, fechando por conta própria as janelas com tijolos e improvisando portas e outros equipamentos.

O Motu pede explicações à prefeita Elayne Araújo quanto à continuidade das obras e também deseja saber quais os critérios que o município adotará para eleger as famílias que serão beneficiadas com os imóveis. A Prefeitura, no entanto, até o momento se mantém em silêncio.

Mal entendido ou assédio sexual? Alunas acusam, colégio demite e professor se defende

 

Professor Rafael Santana, acusado de assédio sexual, vai casar em novembro

Previous Terceira edição do Design Shake começa
Next Hamilton chega em nono e conquista tetra da F1