Aluno em Goiânia atira em colegas na escola, mata dois e fere quatro. Três estão em estado grave


Hoje pela manhã, sexta feira, 20, em Goiânia (GO), por volta do meio dia, um adolescente de 14 anos, entrou na sala de aula da escola onde estudava, retirou uma pistola .40 da bolsa que carregava e, exatamente como ocorre rotineiramente em crimes do gênero nos Estados Unidos, começou a atirar aleatoriamente contra os próprios colegas de sala. O resultado da ação, até agora, resultou na morte dos estudantes João Vitor Gomes e João Pedro Calembo, além de mais quatro adolescentes feridos,  três meninas e um menino, dos quais três em estado grave.

O crime aconteceu no Colégio Goyases, na sala do 8o ano do ensino fundamental e três dos quatro adolescentes feridos, Hiago Marques, Marcela Rocha Macedo e Isadora de Morais, todos com idades em torno de 13 anos, estão em estado grave.

Segundo informações da polícia de Goiânia, o garoto que cometeu o crime aproveitou o intervalo das aulas, quando a professora sai da sala, retirou a arma e começou a atirar contra as vítimas. Também há informações de que o aluno conseguiu a arma do próprio pai, que seria um policial. Ele aproveitou que o pai teria deixado a arma em local acessível e a levou para a escola.

Alunos do colégio explicaram que o autor dos disparos vinha sofrendo bullyng por parte de colegas, sendo chamado constantemente de fedorento, porque não usava desodorante. Ele está preso mas a identidade dele não foi revelada, por se tratar de um menor.

Previous Operação policial contra pedofilia prende quatro em Sergipe
Next Em jogo de soma-zero, STF recua e cede a chantagem da quadrilha parlamentar