Vídeo flagra agentes do DETRAN danificando veículos apreendidos


Vídeo flagra agentes a serviço do Detran danificando veículos apreendidos.

Em provável demonstração de que alguns órgãos do governo de Sergipe pouco ligam para a prestação de serviços adequados ao cidadão, enquanto se mantém ávidos por espoliar o contribuinte com impostos escorchantes e sem oferecer quase nada em troca, vídeo que circulou semana passada pela rede social whatsapp, publicado abaixo pelo CINFORM, de flagrante registrado por moradores da Barra dos Coqueiros, identifica ação de agentes públicos do DETRAN causando danos a bens alheios.

O vídeo mostra trabalhadores que representam o órgão – terceirizados ou não – lidando com os veículos apreendidos e tratando com absoluto desdém o patrimônio privado que motoristas e motoqueiros são obrigados a entregar compulsoriamente ao órgão por conta da cobrança de impostos atrasados, feita durante as blitze da Polícia Militar.

O flagrante foi obtido justamente no terreno locado pelo DETRAN na Barra, destinado a armazenar veículos sob custódia daquele departamento de trânsito.

No vídeo, o leitor à primeira vista vai enxergar, entre estarrecido e indignado, o descaso e a perversidade de caráter psicopatológico com que servidores/agentes lotados no órgão estariam a agir contra o patrimônio privado dos cidadãos, em evidente rotina baseada numa cultura sedimentada por absoluto desprezo  pela propriedade alheia.

Percebe-se que os funcionários pouco ligam para os prejuízos ocasionados aos bens custodiados,que foram adquiridos na maioria das vezes pelo esforço do trabalho dos cidadãos, muitas vezes obrigados a dispensar grandes somas de recursos para pagar impostos em favor de ladrões do erário e depredadores do patrimônio privado.

Veículos atirados ao
chão de cima de caminhões

O que se vê no vídeo é o óbvio: sem o mínimo cuidado com a propriedade privada apreendida e colocada sob a guarda do governo de Sergipe, e com a evidente intenção de provocar propositalmente danos a bens de terceiros, os servidores em questão, observados ao fundo por outros agentes do órgão, atiram a esmo inúmeras motocicletas de cima de um caminhão guincho em direção ao solo do terreno onde os veículos são armazenados.

O curioso é que, em certo momento, como se observa no flagrante, os agentes demonstram até certo zelo por alguns dos veículos custodiados, transportando-os com o devido cuidado do interior do caminhão até ao solo de modo correto e sem provocar danos.

Nota do Detran
é surreal

O DETRAN chegou a divulgar informe sobre o flagrante da ocorrência distribuído pelas redes sociais, afirmando ter iniciado procedimento de apuração do caso. Na nota, o órgão chega ao desplante de informar que uma empresa de guinchos teria sido contratada para realizar o transporte de tais ciclomotores, que já estariam custodiados há mais de ano e que, portanto, “não se tratariam de veículos recém apreendidos”. Como se a desastrosa ação estivesse sendo de certa forma justificada pela nota, através do raciocínio enviesado de que os danos, se estavam ocorrendo, estariam sendo causados a veículos já apreendidos há algum tempo pelo órgão.

O Ministério Público Estadual e a Polícia Civil precisam adotar providências urgentes em favor dos cidadãos – e não permitir que apenas o DETRAN, maior interessado no assunto,  o faça. A direção do órgão precisa ser chamada à responsabilidade e a população, duplamente prejudicada pelo governo do estado por não ter conseguido pagar em dia os impostos devidos de seus veículos, deve ter o direito de receber indenizações por conta dos prejuízos causados aos seus bens.

E mais. cabe aqui uma indagação: não seria a terceirização de serviços do DETRAN, por empresas sem a mínima condição ética e profissional para realizar tal tipo de trabalho, mais um crime que o Estado comete contra o cidadão sergipano?

Assista ao vídeo e tire suas próprias conclusões:

 

Previous Saúde do Estado paga milhões por Mistão e reforma com dinheiro do povo
Next Entra na minha casa