Mendonça Prado conversa com Jackson e rompe politicamente com Edvaldo Nogueira


O rompimento político do ex-deputado federal, Mendonça Prado com o prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira (PCdoB) foi decidido após reunião do ex-presidente da Emsurb com o governador de Sergipe, Jackson Barreto (PMDB). A indicação de Mendonça para ocupar a empresa municipal de Serviços Urbanos foi de Jackson e ele decidiu dar satisfação ao seu novo líder político.

Em nota, Mendonça disse que “mesmo com a decisão favorável do Poder Judiciário determinando o meu retorno às funções públicas, não tenho mais nenhum interesse de participar da gestão de Edvaldo, político que ajudei com todos os meus esforços e total dedicação, a se tornar mais uma vez prefeito de Aracaju”.

“A partir de agora, vou me preparar para os desafios de 2018, agindo com autonomia e independência, visando um futuro melhor para o povo sergipano”, finaliza a nota.

AFASTAMENTO

O afastamento foi determinado pela 3º Vara Criminal da Comarca de Aracaju, atendendo a uma ação pública ajuizada pelo Ministério Público do Estado (MPE) por improbidade administrativa. Os promotores Jarbas Adelino, Bruno Melo e Luciana Sobral alegaram que Mendonça Prado descumpriu três decisões judiciais relacionadas à problemática da coleta de lixo em Aracaju.

No dia 17 de agosto, o pleno do Tribunal de Justiça do Estado de Sergipe (TJ/SE) deferiu liminar determinando o retorno de imediato de Mendonça Prado e de outras cinco pessoas à diretoria da Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb), mas até o momento o prefeito de Aracaju não tomou nenhuma decisão. Durante todo este período a PMA pagou salário às duas administrações.

 

Previous Justiça pode decidir sexta-feira se cancela contrato do aluguel do Mistão
Next Nossa relação com supermercados