Lula pelo Nordeste: entrevista, presença de Dilma e visita à Ipojuca marcam a sexta-feira de ex-presidente


Lula acena para plateia enquanto Dilma Rousseff discursa em Ipojuca

Lula afirma que próximo presidente precisa começar revogando cortes no orçamento

A sexta-feira, 25, do ex-presidente Lula, PT, em Pernambuco foi marcada por duas atividades principais. Na primeira delas, uma entrevista para os chamados “órgãos independentes” da mídia pernambucana, Lula garantiu que o país está “ingovernável” diante dos cortes nos gastos promovidos pelo presidente Michel Temer, PMDB.

“A emenda que limita os gastos durante 20 anos, se não for revogada, ninguém vai conseguir governar esse país. Quando eles reduzem investimento, reduzem empregos, travam a economia. Tudo o que um governo não deve fazer eles estão fazendo”, disse Lula, emendando ainda sua análise sobre o arco de alianças possíveis para se buscar vencer uma eleição.

Provocado pela presença do senador Renan Calheiros, PMDB, em atos da caravana e sobre o jantar com Renata Campos, viúva de Eduardo Campos, ele destacou a amizade pessoal com o casal, quando Campos era vivo, e disse que Calheiros foi uma figura importante na aprovação de projetos de seu governo. “Tenho cobrado dos movimentos um programa de metas para a eleição. Quantos trabalhadores os sindicatos conseguem eleger, quantos o movimento sem-terra consegue eleger, cobrando das mulheres, do movimento LGBT?”, questionou Lula, indicando que essa é a única forma de não se manter refém de alianças feitas para garantir a governabilidade.

Lula foi recebido por milhares de pessoas em Ipojuca, no seu estado natal, Pernambuco

Batendo forte em Temer

Em discurso na cidade de Ipojuca, ainda em Pernambuco, Lula voltou a centrar fogo no governo de Temer. “Esse governo não poderia ser chamado de governo. Eles estão mercantilizando e vendendo nosso país como se fossem empresários. Estão entregando nossa indústria de estaleiros pra comprar navio na Coreia, na China, no Japão”, disse Lula, acrescentando que o atual governo está destruindo os investimentos realizados na região Nordeste.

“Não é por acaso que o Nordeste cresceu mais que as outras regiões”, disse Lula falando sobre os seus governos. “Era preciso mudar a história e fazer com que o nordestino tivesse a mesma oportunidade que qualquer outro homem e mulher desse pais”.

Desde o início de sua caminhada pelo Nordeste, em Ipojuca foi a primeira vez que a ex-presidente Dilma Rousseff falou para o público presente. “É gravíssimo o que esse governo ilegítimo está fazendo. Esse governo não tem menor compromisso com povo brasileiro”, pontuou Dilma.

LEIA MAIS:

Dilma ataca a Lava Jato em comício com Lula na Grande Recife

 

 

Previous Bolsonaro: voluntários inaugurarão espaço em Aracaju
Next Emprego: TRE de Tocantins publica edital do concurso