Câmara dos Deputados arquiva denúncia contra Michel Temer por corrupção passiva


Temer: comemorando resultado. (Por Beto Barata)

Por 263 votos a 227, deputados votaram pela tese de que não havia razão para investigar presidente

Por 263 votos a 227, a Câmara dos Deputados aprovou, por volta das 21H50 minutos de hoje, a rejeição da denúncia por corrupção passiva contra o presidente da República, Michel Temer (PMDB), que permitiria a abertura de inquérito policial para que ele fosse investigado pela polícia federal no âmbito da operação Lava Jato.

Com esse resultado, o pedido de abertura de inquérito contra Temer foi arquivado, devendo esta investigação específica contra o presidente somente ser reaberta após a sua saída da presidência.

A rejeição ao prosseguimento da denúncia atendeu a indicação do relator da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara, o deputado federal Paulo Abi-Ackel, do PSDB, que recomendou o arquivamento do pedido de indiciamento do presidente Temer, sob alegação de que não havia provas suficientes para o prosseguimento da denúncia.

Da bancada sergipana, apenas dois parlamentares votaram a favor de Temer, pedindo o arquivamento do pedido de inquérito: os deputados federais André Moura (PSC) e Fábio Reis (PMDB). Os deputados Adelson Barreto, Fábio Mitidieri, João Daniel, Jonnhy Marques, Laerson Oliveira e Valadares Filho votaram contra o arquivamento da denúncia e pelo prosseguimento das investigações contra Temer.

Apesar do arquivamento desta denúncia, o Procurador da República e chefe da operação Lava |Jato, Rodrigo Janot, deve apresentar novas denúncias de corrupção contra o presidente.

Notícias relacionadas

Canalhada do Planalto gasta R$ 4,2 bi com bandidos na Câmara para obstruir justiça

Temer pode ser julgado mês que vem

 

Previous Secretário da Fazenda diz que Previdência é gargalo
Next Os ‘ensinamentos’ do Capelão