Manutenção preventiva


Arquiteta Ana Paula dos Santos salienta sobre a atenção redobrada com o telhado no inverno. Peças em madeira que compõem a instalação são facilmente encontradas na Capital e com preços acessíveis

Como afirma a arquiteta Ana Paula, quando a cobertura da casa não recebe a manutenção preventiva de forma regular, apresenta diversos problemas, como o de telhas que saem do lugar, devido ao tempo de instalação ou por animais que andam sobre os telhados; também podem ocorrer a quebra de telhas, e essas quando muito antigas ficam desgastadas. Vale ressaltar que a durabilidade depende da qualidade, tipo e forma de instalação, respeitando sempre a inclinação indicada pelo fabricante.
A profissional ainda ressalta que, a inclinação inadequada das telhas também se transforma em dor de cabeça com a chegada das chuvas. Para isso deve ser feito um estudo do projeto da residência, para definir qual a melhor forma de execução. E este estudo é realizado pelo profissional da Arquitetura para prever a inclinação adequada; a quantidade de águas de um telhado, quantas serão necessárias e as mais indicadas; a localização e dimensionamento de calhas e rufos, e para onde a queda das águas das chuvas devem ser direcionadas.
“O posicionamento das telhas deve ser focado sempre no melhor e maior escoamento de água possível, evitando acúmulo e por consequência infiltrações e goteiras. No mercado atualmente encontramos telhas cerâmicas, de fibrocimento, plásticas, metálicas, sanduíche, ecológicas, de vidro e translúcidas. Cada uma delas com suas características, indicações e variação de valores, cabe ao proprietário da residência e seu arquiteto estudarem qual se encaixa melhor no orçamento disponível e qual a mais indicada a depender do tipo da construção”, comenta Ana Paula.

ALÉM DAS TELHAS
A calha é um dos itens essenciais para o bom desempenho do telhado durante o inverno. Ela colabora para o escoamento da água da chuva e deve receber manutenção regular, visto que com o acúmulo de folhas e poeira, ela pode ficar obstruída e resultar em goteiras e infiltrações na parte interna do imóvel. A arquiteta indica que a limpeza na calha seja feita a cada seis meses ou conforme a necessidade, visto que tudo irá depender da rotina do imóvel, se a área é muito arborizada – o que gera mais sujeira com a queda das folhas -, e outros resíduos que podem comprometê-la.
Portas e janelas também sofrem com a ação do tempo, e com isso necessitam de reparos. “Nesse período podemos perceber em alguns casos pequenas infiltrações ocorridas por má instalação ou movimento natural das estruturas, quando isso ocorre devemos fazer uma aplicação de material vedante (pode ser silicone) se por acaso a infiltração for pequena, em alguns casos será necessária reinstalação da esquadria da porta, com cimento e agregados”, explica a arquiteta. Ela ainda orienta que para resolver o problema, pode ser aplicado na base das janelas, um selante à base de poliuretano, o que impedirá a entrada de água.
Além da calha, existem outros itens que se sustentam sob o telhado e que também merecem atenção. A caixa d”água por exemplo, conforme sugere Ana Paula, deve estar sempre coberta e deve ser lavada com frequência. Sendo plástica, deve ser instalada longe do sol, e sendo moldada, deve receber impermeabilização e ser revisada com frequência, o que evita problemas com infiltração e patologias no concreto.
“Quanto às antenas, devemos verificar se o peso da mesma não irá sobrecarregar o telhado, já que ele não é desenvolvido para suportar grandes cargas ou atrapalhar o escoamento de água. Já a fiação, devemos observar se quando ela passa sob o telhado sua entrada não gera infiltração por meio de aberturas excessivas para sua passagem”, alerta a arquiteta. E por fim, as árvores que são muitos comuns na frente dos imóveis, porém exigem manutenção também.
A recomendação é de que não sejam cultivadas muito próximas a telhados, principalmente as frutíferas, para que as telhas não sejam quebradas. As folhas caídas das árvores – como já foi citado acima -, também atrapalham o escoamento da água da chuva através da calha. Para solucionar essa questão, a limpeza feita com o recolhimento da folhagem é o mais indicado.

Previous Sobe para 47 o número de homicídios na cidade
Next Banheiros cada vez mais confortáveis

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *