A DOLCI DO SALGADO (FILHO)


‘Dizendo que aqui tá quente, aqui tá frio’

Se Dolci fosse sinônimo para indicar dois acertava na mosca, mas não é. Dolci, em italiano, significa confeitaria. E é na 13 de Julho que ela tá cravada. Mas porquê ‘acertava na mosca’?

Assim que você entra na Dolci Confeitaria Gourmet, na faixa de fronteira do Salgado Filho e 13 de Julho, explico já o endereço, você se encontra confortavelmente numa confeitaria. Uma mesa de bolos e salgados, uma vitrine de doces, decoração confortável, um lugar gostoso pra um café no meio da tarde. Aí cê dá mais um passinho, tá noutro mundo, amplo, bem disposto, com música, tv’s, gente tomando uma Eisebahn.

Isso por que a Dolci tem um bar-café também. Na quarta, futebol na TV, na quinta tem karaokê, happy hour na sexta e samba no sábado. Legal mesmo.

Mas, vamos dar uma – como diria o ex-prefeito de Capela Manoel Sukita – ré pra trás e voltar à confeitaria que a gente tá aqui é pra comer, né pra ver jogo. Provamos dois salgados muito bons mas que pecaram na temperatura: a esfiha de lombo estava deliciosa, mas estaria ainda melhor se não tivesse visitado o microondas antes de ser servida. Pedimos o bolo caipira, que tem duas texturas e pequenos bloquinhos de carne seca, com medo pedimos pra não esquentar, aí nesse caso poderia ser melhor se tivesse quente. Resumindo, a Dolci precisa de uma vitrine aquecida.

Fica na Rua Péricles Muniz Barreto, 136. Pra quem vai pela Guilhermino Resende, passa a Praça da Imprensa, e entra à direita na Mister Pizza. Passa uma rua, na outra. Tá bem na esquina.

Funciona de segunda à sábado, a partir das 8h.

 

Previous Oportunidade de estágio no Ministério Público de Sergipe
Next É a Glória Maria no Youtube